segunda-feira, 29 de março de 2010

Copa do Mundo tem monopólio de campeões e seleções que disputam o título

Por: Raoni David

Sou defensor ferrenho do futebol brasileiro em comparação com o europeu e uma das coisas que faz com que pense assim é a concorrência por um título brasileiro, por exemplo, quando pelo menos 12 torcidas esperam o título, ao contrário das consideradas maiores competições pelo mundo.

Mas não é disso que quero escrever, e sim da minha própria contradição neste sentido. Adoro a Copa do Mundo. É um campeonato charmoso, em que se reúnem os melhores países do planeta, com os jogadores mais badalados e melhores de todos eles. Mas assim como as competições mundo afora, tem poucos concorrentes ao título.

Para comprovar isso, basta observarmos que das 18 Copas do Mundo já disputadas, 13 finais tiveram a presença do Brasil ou da Alemanha. As outras cinco decisões que não contaram com os dois, estavam Itália ou Argentina. Curiosamente, ou não, as seleções que mais venceram Copas e chegaram em finais. É certo, portanto, dizer que estas seleções são, e sempre serão favoritas ao título da Copa do Mundo.

Um bom exemplo disso, é que entre os títulos do Brasil de 1970 e 1994, apenas quatro seleções participaram de finais de Copa do Mundo. Foram cinco as disputadas, e somente Alemanha, Itália, Argentina e a Holanda estiveram em finais. Desde o pós-guerra, Brasil ou Alemanha não estiveram em finais em 1978 e em 2006, quando Argentina e Itália, respectivamente, decidiram e venceram as copas.

O que ainda mantém a graça nos torneios, porém, são algumas seleções que de quando em quando, aparecem e surpreendem. A própria Holanda fez isso na década de 70, a Hungria foi uma força nas décadas de 30 e 50, a Inglaterra fez valer o mando de campo em 66, assim como a França em 98.

Outras seleções que deixam o fogo aceso são as africanas, como aconteceu com Camarões na chata Copa da Itália em 1990, a Nigéria em 98 que surpreendeu a Argentina ou Senegal que teve ótima participação na Copa da Ásia, em 2002. Mas são equipes que dificilmente disputam títulos.

Neste ano, além das já campeãs Inglaterra e França, e da Holanda, que têm boas seleções, quem pode aparecer é a Espanha. Dona sempre de bons times, a Fúria quase sempre decepciona a sua torcida e aqueles que esperam uma novidade nas Copa do Mundo.

No sentido de grande novidade, porém, tenho uma aposta, mas não para disputar o título e sim para encantar. Fiquem de olho na seleção do Chile, do El Loco Bielsa.

Imagem:

Divulgação

2 comentários:

Andreza Ostia disse...

Olá!!!

Confira as novidades em camisetas da moda, camiseta copa 2010 e divertidas.
Visite nosso site:
http://www.camisetasdahora.com.br/
Aproveite frete grátis para todo Brasil.

Leandro Miranda disse...

Grande Raoni!

Parça, um campeonato ter 150 favoritos ao título não quer dizer que ele é bom, só que ele é equilibrado. A Copa Kaiser também tem mais de 3 ou 4 favoritos ao título, mas não é melhor que a Serie A italiana.

O Campeonato Brasileiro é bom, mas não dá pra comparar com as principais ligas da Europa simplesmente porque o dinheiro está lá, e isso atrai os melhores jogadores para lá.

Abraços!

BlogBlogs.Com.Br