domingo, 24 de maio de 2009

OPINIÃO!!!!

Neste final de semana o Blog Jornalismo Esportivo coloca em discussão uma polêmica que vem agitando o automobilismo mundial. A Ferrari, a equipe mais tradicional da F-1, lidera um movimento contra a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) que tenta impor um teto de investimentos para a categoria a partir de 2010.

Diversas reuniões ocorreram e até o momento não tivemos um desfecho com relação a esta situação. De acordo com a FIA, o teto limitaria os investimentos diminuindo o custo da categoria, no entanto, essa barreira impediria a aparição de desenvolvimentos tecnológicos com maior rapidez.

Segue abaixo a OPINIÃO dos editores do BlogJE acerca do tema e o convite para que você leitor expresse sua posição sobre o assunto.

Por: Felipe Simi
Pelo que pude entender, ao acionar a corte francesa, a Ferrari não errou; apenas fez valer o seu direito. Mas isso parece ter sido a gota d´água para o presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Max Mosley, que, em Londres, preferiu levantar-se e deixar a sala durante a reunião com as escuderias.

Por outro lado, a proposta de Mosley deveria, teoricamente, ser aceita pelas 10 equipes, sem exceção. Já que se trata, segundo ele, de atender a um pedido antigo de todos os engenheiros da categoria. Só que, na prática, metade das equipes refutou. São sinais de que o motor do dinheiro, na Fórmula 1, ainda ronca tão alto quanto o da criatividade.

Por: Leandro Miranda
Fórmula 1 sem Ferrari? Duvido. A escuderia italiana tem suas óbvias razões para protestar contra o teto orçamentário que a FIA planeja implantar, mas não deve abrir mão de figurar no principal palco do automobilismo por causa disso. O prejuízo à imagem e aos cofres da empresa poderia ser grande demais, e apesar das constantes negativas italianas, acho que a ameaça de não participar em 2010 é um blefe.

Quanto à medida de limite de gastos, é uma forma autoritária da FIA de tentar equilibrar o campeonato. Se alguma escuderias têm maior poder financeiro, é direito delas fazer uso deste capital do modo que melhor entenderem; além da capacidade dos pilotos, a estrutura da escuderia sempre foi um diferencial na Fórmula 1. A novidade deveria ser, no mínimo, debatida e aprovada pelas equipes antes que se tivesse certeza de que entraria em vigor.

Por: Marcelo Braga
A Fórmula 1 é, claramente, uma categoria de ostentação. As equipes, endinheiradas, não impõem muitos limites para os investimentos em seus carros, e quem gasta mais é visto como o “Todo Poderoso”. É importante para as marcas, é marketing, é poder.

Porém, a realidade financeira do mundo vem atravessando uma grande crise, como é sabido. Acho nobre da FIA querer impor limites aos “gastões”. A Ferrari vai bater o pé, mas acredito que ela não deixará a F1.

São milhões de torcedores em todo mundo que são aficionados por F1 e, em especial, pela Ferrari. A empresa não vai querer jogar tudo o que já foi conquistado fora. A Ferrari não depende apenas da F1, mas a categoria dá sim muita força à marca.

Por: Rafael Zito
O impasse entre a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e as escuderias promete novos capítulos na próxima semana. Encabeçada pela Ferrari, algumas outras equipes também não estão a favor da regra que estabelece um limite orçamentário de investimentos, norma que está sendo imposta para a temporada de 2010 por Max Mosley, presidente da entidade.

Na última sexta-feira ocorreu uma reunião entre a FIA e os representantes das escuderias com o intuito de solucionar a questão. Porém, Mosley bateu o pé e está irredutível com relação ao tema. A Ferrari ameaçou se desligar e procurou a justiça requisitando que haja um veto nesta nova regra. A grande questão é que com a limitação dos investimentos a Fórmula 1 perderia seu diferencial, que é o desenvolvimento tecnológico. Passaríamos a ver nas pistas carros semelhantes e o equilíbrio seria maior, já que os equipamentos seriam similares para todas as equipes.

É uma discussão complexa e confesso ainda não ter um posicionamento muito claro quanto ao tema. A F-1, além de um produto mercadológico, é um esporte e dentro deste conceito a igualdade de condições faria com que a modalidade ficasse mais atrativa ao público. Por outro lado, ficaria impossível aparecerem evoluções técnicas para o aprimoramento dos equipamentos e, consequentemente, dos carros. Além disso, as fortes montadoras como Ferrari, Mercedes, Renault e BMW poderiam perder o interesse em aplicar recursos na categoria, já que ficaria complicado conseguir algum destaque com carros tão equivalentes.

Por: Sabrina Machado
O ultimato está marcado para dia 29 de maio. Neste dia, termina o prazo de inscrições para as equipes da F-1. Renault, Toyota, RBR e STR são contra as novas regras da FIA para a temporada de 2010. Mas o que mais chamou a atenção foi a decisão da Ferrari. Será que teremos uma Fórmula 1 sem a escuderia italiana? Todo mundo sabe da magia, além do poderio financeiro que está por trás do carro vermelho.

Em minha opinião, a FIA está abusando do seu poder. Esse tipo de mudança, como a do orçamento, deve ser feito com o aval das equipes. Quem faz a Fórmula 1 são as escuderias. Não é a toa que a Ferrari é a única que participa da categoria desde o início.

Esse presidente da FIA, Max Mosley, está muito infeliz nas suas decisões e comentários. Já no começo deste a no, a entidade queria mudar o campeonato para o campeão ser conhecido pelo número de vitórias, que foi levado para o ano que vem. Depois, F-1 sem reabastecimento. Se continuar com essas mudanças e ainda sem ter a Ferrari, eu deixo de assistir!

Reparem na opinião do presidente da FIA, se as equipes deixarem a categoria: “É como o pobre (Ayrton) Senna. Era o piloto mais importante em 1994, mas quando por infelicidade morreu, a Fórmula 1”.

6 comentários:

Lucas Pereira disse...

Marcelo ta num momento 'Che'.. po, concordo com o Leandro, tem o capital, todo o direito de usa-lo.. quem ganha o dinheiro tem o direito de gasta-lo como bem entende.

po... Brasil gente, vamo escreve sobre futebol..

Vitor Hugo Baqueta disse...

Belo blog pessoal! Parabéns pela iniciativa e pelos bons textos. Acessem também www.blogdobaqueta.blogspot.com
abraços a todos

Esteban disse...

para mi, se acabo la joda en la F1! tanto tirar para arriba, ahora se acabo el dinero y ya no va más! ademas, tanta parafernalia tecnológica aburrio las carreras
saludos
http://d-coleccion.blogspot.com

Gui Jonson - disse...

ACHEI MUITO BACANA O BLOG DE VOCÊS.

VOTEI TAMBÉM NO PREMIO TOP BLOG.

COMO VOCÊS SÃO FANÁTICOS POR FUTEBOL DE UMA ESPIADA EM MEU BLOG

guanabarafutebol.blogspot.com

Ele fala sobre um time de futebol amador aqui da minha cidade São João da Boa Vista - SP

Esse time é de amigos meus no qual faço parte também.

acesse e vamos compartilhar nossos blogs.

abraços GUI JONSON

Thiago Fagnani disse...

AS equipes tem razão!
Um absurdo a FIA impor esta medida!

O fim da F1 parece estar próximo..., claro, se a Ferrari sair!

Agrupacion Tradicional River Plate disse...

Gracias por visitarnos y dejarnos tu mensaje.
Un abrazo

BlogBlogs.Com.Br