domingo, 12 de abril de 2009

Melhor em todo jogo, Corinthians vence São Paulo com gol no minuto final

Por: Rafael ZitoCorinthians e São Paulo fizeram um clássico empolgante neste domingo pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paulista. A expectativa era de um jogo truncado e amarrado, no entanto, o primeiro tempo mostrou uma partida diferente do esperado. O São Paulo como sempre forte nas bolas paradas. Cada bola cruzada na área do Corinthians era um sufoco. Na bola rolando, o técnico Mano Menezes conseguiu levar vantagem sobre Muricy Ramalho no duelo tático e, por isso, o Alvinegro foi melhor durante toda a primeira parte do jogo.

Mano Menezes optou pelo esquema 4-3-3, com Cristian, Elias e Douglas; no meio-de-campo; e Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho; no setor ofensivo. A configuração tática é importante, mas, a execução é o fator mais decisivo. O Tricolor entrou no 4-4-2, com Rodrigo atuando como um falso lateral-direito. O time de Parque São Jorge levou vantagem principalmente pelo lado direito, onde a marcação sãopaulina não encaixou. O meio-campista Jorge Wagner não sabia se marcava Elias ou se acompanhava o Alessandro, quando o lateral avançava ao ataque.

O planejamento tático do técnico corintiano surtiu efeito. Cristian marcou Hernanes; Elias cuidou de Jorge Wagner, Douglas acompanhou Jean, André Santos ficou com Arouca e, depois, Joílson. Jorge Henrique era o responsável pela marcação de Júnior César e Dentinho ficou de olho em Rodrigo. Com Chicão em Borges e Willian em Washington, Alessandro sobrava tanto na defesa e tinha liberdade quando o Corinthians tinha a bola. Mano Menezes foi perfeito e Muricy não conseguiu fazer a leitura tática.

Mesmo com toda a superioridade, o São Paulo saiu na frente após cobrança de falta, sempre precisa, de Jorge Wagner e cabeçada certeira de Miranda, que ficou livre após empurrar Chicão, falta que o árbitro Sálvio Espínola não marcou. Apesar de sofrer o gol, o Alvinegro seguiu melhor e, logo em seguida, Elias fez uma bela jogada e igualou o placar. O domínio do Timão continuou até o término do primeiro tempo, no entanto, o marcador não foi alterado.

Na volta para o segundo tempo, os treinadores não fizeram nenhuma substituição e o jogo seguiu com o plano tático do primeiro tempo. Aos 11 minutos, André Dias impediu progressão de Elias e recebeu o segundo cartão amarelo e na sequência foi expulso. Com um a mais, o Corinthians teve cinco minutos fulminantes, onde perdeu dois gols incríveis. O São Paulo acertou a marcação quando Muricy colocou Renato Silva no lugar de Joílson e Dagoberto na vaga de Washington. O treinador sãopaulino formou duas linhas de quatro e neutralizou um pouco o ímpeto corintiano.

Apesar do Tricolor ter se arrumado na defesa, o Alvinegro seguiu senhor do jogo. Tanto que Mano demorou uma imensidade para realizar substituições. Com vantagem numérica, Chicão, Willian, Cristian e Alessandro ficaram com funções reduzidas. Quando mexeu, Mano errou ao colocar Souza no lugar de Elias, o melhor jogador corintiano na partida. O Corinthians era tão superior que o comandante Alvinegro poderia ter colocado Souza na vaga de Willian ou até de Cristian. Quis o destino que Cristian acertasse um petardo no minuto final da partida e garantisse a vitória corintiana por 2 a 1.

Para não falar que Mano errou, o técnico corintiano informou na entrevista coletiva que foi Elias que pediu para ser substituído por estar desgastado fisicamente. Sobre a expulsão de André Dias, achei correta. Elias antecipou, colocou a bola na frente e foi impedido de progredir. Querendo ou não, o zagueiro do Tricolor fez a falta e foi expulso justamente, porque já tinha um cartão amarelo. Outro lance muito comentado foi à entrada dura de Ronaldo no mesmo André Dias, logo no princípio da partida. Ronaldo entrou por cima da bola e atingiu o defensor. Não acho que o cartão amarelo tenha sido pouco, entretanto, concordo que o árbitro poderia ter expulsado o atacante. Se eu tivesse com o apito certamente colocaria Ronaldo para fora da partida.

O Corinthians foi melhor em todo o jogo e conseguiu tirar a vantagem do São Paulo. No próximo domingo, no Morumbi, as duas equipes entram em igualdade de condições, já que para o São Paulo basta uma vitória simples e a bola parada do Tricolor é mortal. Do lado do Alvinegro, Mano tem que manter a escalação e a disposição tática adotada neste jogo no Pacaembu. A semifinal está aberta e a segunda partida reserva fortes emoções.

Imagens:
Cristian e Elias – Marcos Ribolli – Globoesporte.com
Miranda – VIPCOMM

Elias e torcida do Corinthians – Rivaldo Gomes – Folha Imagem

16 comentários:

Silvio Segundo disse...

É...depois de um bom tempo volto a comentar no ótimo blog de esportes da web brasileira (hauhahua gostou dessa Rafa hauhau) apesar que estou fazendo isso por livre e espontânea pressão...enfim...

Achei estranho não ter nenhum 'poste' sobre o jogão de sábado do glorioso Santos contra o Palmeiras...mas, logo compreendi que, semelhante a mídia comercial da globo e cia...parece que o blog entrou na mesma...enfim²...

Falando sobre o jogo de hoje, achei o mesmo muito bom, até foi surpreendente, porque também esperava um jogo ruim, truncado e com poucas chances de gols.

Penso que o Corinthians jogou realmente melhor mas apenas se sobressaiu ao adversário porque não teve um jogador que deveria/poderia ter sido expulso e porque foi presenteado pelo árbitro que expulsou o zagueiro são paulino. Acredito que assim como a outra semi-final, nada está decidido mas os dois alvi-negros saem com uma ligeira vantagem para o próximo jogo, apenas a de que, quando a apito soar o início do jogo eles estarão jogando com a classificação debaixo so braço, fora isso...

...que venha mais emoção...

Persio Presotto disse...

a festa alvinegra tem data pra acabar, zito. domingo, no morumbi. abs, pp

Felipe Simi disse...

Ainda acho que a classificação de Palmeiras e São Paulo à final do Campeonato Paulista depende, fatalmente, do que conseguirem contra Independiente e Sport, respectivamente, na quarta-feira, pela Libertadores.

Fora isso, Santos e Corinthians terão para si, além da vantagem, três dias sagrados de preparação.

E você, Zito, como sempre se saiu muito bem na leitura tática do jogo. Abraços - e obrigado por ter me "poupado" de escrever sobre o jogo na segunda. Não faria melhor.

Esteban disse...

que capo "casigol" Herrera, ex Rosario Central... sigue en el timao???

saludos!

Alexandre disse...

zito,

gostei do fato do j henrique ter ficado segurando o junior cesar. anulou uma boa jogada do sp.

agora, sp ta sem lateral direito tb. quero ver como s comportará na prox partida.

abs

gerson disse...

Rafael, muito boa a análise do jogo. O mano vem mostrando no corinthians o que já tinha provado no Grêmio, no Caxias e nas categorias de base do Inter: entende muito de tática e sabe organizar o time.
O São Paulo vive muito da bola parada. O grupo é qualificado, mas às vezes tem dificuldade para chegar com mais alternativas ataque. o q garante o time é que defensivamente ele é muito bom.
Abraço!

CÉLIO AQUINO disse...

RAFAEL, BELA ANÁLISE DO PAULISTÃO, MAS AINDA ACREDITO NO PODER DA DECISÃO EM CASA, AI PALMEIRAS E SÃO PAULO ACREDITO QUE VÃO REVERTER AS DERROTAS E VÃO PARA A FINAL...

Anônimo disse...

Parabénsa, garotada.
Estou tomando conhecimento do blog de Vocês agora e estou colocando entre os meus favoritos.
É bom ver gente nova como Vocês batalhando. Nossa Imprensa Esportiva precisa de sangue novo, novas idéias, mais energia.
Abraços a todfos.
Mário Marinho.

Maurício disse...

Se tiver a coragem de manter a escalação ofensiva e não jogar para empatar mas pra ganhar, Mano Menezes dá um grande passo pra classificação corintiana. Jogo após jogo, prova-se que a diferença técnica entre os semifinalistas é bem pequena.

Já Muricy é o grande campeão da maior entressafra técnica a que assistimos nos últimos anos no futebol brasileiro. À medida que os times vão melhorando, a vida dele vai ficando mais difícil.

Raissa Póvoa disse...

Deu o que tinha q dá.
Corinthians mereceu a vitória.
Não se intimidou e veio com uma escalação ofensiva. Corinthians e Palmeiras farão a final do Campeonato Paulista

Javier Calvo disse...

Joer, como anda el Corinthians. Y Ronaldo demostrando que los viejos roqueros nunca mueren.
Dentinho me parece un jugador espectacular.

www.elgolfantasma.blogspot.com

apenasfutebol disse...

Boas, companheiros,

Tive oportunidade de seguir o jogo e devo dizer que gostei bastante. Achei muito interessante o sistema táctico do Corinthians. Aqui na Europa, o 4-3-3 é mato, mas aí, é mais o 3-5-2 e o 4-4-2 com dois meias, daí o interesse. Achei também que a aposta nesse sistema foi determinante par o domínio do timão. Se jogar assim no Morumbi, penso que o Corinthians poderá chegar á final.


Abraço

Jessica Corais disse...

Mesmo sendo Carioca, no paulistão to torcendo pro Corinthians. Parabéns pelo blog.

Beijos, Jessica Corais

CALIGULA disse...

Muy buena la crónica, nos hubiera gustado ver ese clásico!

Abrazo Zito

Sabrina Machado disse...

"Se eu tivesse com o apito certamente colocaria Ronaldo para fora da partida."

Será, Rafinha???

huahauauhauahua

não foi isso que ouvi ontem!!!

Mas é um absurdo pouparem tanto o Ronaldo. Se fosse outro jogador do Corinthians, acredito que o árbitro expulsaria.

Meu palpite pra final continua o mesmo:

DERBY

cesar afonço disse...

Aconteceu algo semelhante como aqui no RJ, foi um jogo decidido na formação tática dos times.

O Mano soube aproveitar as opções de ataque que tinha e o fator de jogar em casa com a torcida ao seu lado tbm ajudou.

O Cristian é um bom jogador, não entendo até hoje como o Fla deixou ele ir embora e caso seja punido pela comemoração fará falta ao time alvinegro.

Ainda acho que dará Palmeiras e Sampa na final.

vlw abs

BlogBlogs.Com.Br