sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

(Dis) torcedores não podem prevalecer!

Por: Sabrina Machado


Em 2010, era a maior contratação do futebol brasileiro. E ele não decepcionou. Nas partidas que acompanhei do Corinthians, dificilmente via um Roberto Carlos errando passes, escolhendo jogadas erradas ou se omitindo para receber bolas. Até arriscava os chutes de longa distância, passava para fazer um/dois pela esquerda, dava assistência para gols e não a toa foi eleito o melhor lateral-esquerdo do Brasileirão 2010.

Em 2011, logo na estreia fez um gol olímpico. Daqueles bem difíceis de fazer. Um canhoto batendo pelo lado esquerdo, colocando efeito na bola com o lado de fora do pé. O goleiro falhou, falhou. Mas você consegue fazer um gol desses, mesmo sem goleiro? Qual outro jogador teria essa inteligência e percepção?

Mas no meio do caminho tinha o Tolima. Roberto Carlos não jogou. E parte daquela torcida que elogiava o lateral, agora o chama de pipoca. Ameaças, perseguições, o medo da violência.

Roberto Carlos não é nenhum garoto para ter medo de jogar uma partida importante. É Campeão do Mundo e sabe como é ser crucificado por uma derrota jogando. Ele não precisa do Corinthians, mas também não é insubstituível no time. Porém, merece respeito. E, espero que a maioria da torcida do Timão não permita que Roberto deixe o clube. Ele honrou essa e todas as camisas pelas quais jogou.

Chega de cultura de pipoqueiros. Pipoqueiros são esses torcedores que não protestam por algo que realmente mude a vida deles. Se usassem essa intensidade para protestar contra o abuso dos corruptos, o país poderia ser um pouco melhor.

Manifestações são válidas, mas violência quebra qualquer razão de um protesto.

A culpa do Corinthians não ter vencido a Libertadores não é de Edílson, Tevez e Roberto Carlos.

Imagens:
Reprodução TV Globo
Divulgação

2 comentários:

Raissa Póvoa disse...

Concordo plenamente... O Roberto Carlos merece respeito, pois soube honrar a camisa do time..

Abre o olho Fiel...

Rafael Zito disse...

Excelente texto! Esses marginais q se dizem torcedores não protestam contra a corrupção na política pq se identificam com os bandidos q nos representam.

Outra coisa q concordo é com relação ao absurdo de o chamarem de pipoqueiro. Isso ele não é!

Lógico q o RC tinha problemas. Ele é um lateral q não faz mais ultrapassagem, mas garantia no setor defensivo.

A saída dele do Corinthians demonstra que os vândalos invadiram patrimônio privado e expulsaram um dos "habitantes" do local. Estamos perdidos. Cadê a Polícia?

BlogBlogs.Com.Br