sábado, 19 de junho de 2010

Embalada por veterano, Dinamarca vira e elimina Camarões

Por: Leandro Miranda

A seleção da Dinamarca conta com jovens como Simon Kjaer e Nicklas Bendtner em seu time, mas foi um velho conhecido quem garantiu a virada por 2 a 1 sobre Camarões, neste sábado, no Estádio Loftus Versfeld, em Pretória. O meia-atacante Dennis Rommedahl, 31 anos, com um gol e uma assistência, foi decisivo para o resultado, que decretou a primeira eliminação da Copa do Mundo de 2010.

Com a segunda derrota em dois jogos, Camarões não tem mais chances matemáticas de alcançar as oitavas de final. A Holanda, próxima adversária dos africanos, é a líder do Grupo E, com seis pontos. No outro jogo da terceira rodada, Dinamarca e Japão vão se enfrentar; como cada um tem três pontos, qualquer resultado torna impossível que o time camaronês fique em segundo.

No primeiro tempo, a seleção africana abriu o placar com um gol de Samuel Eto’o após um erro na saída de bola dinamarquesa, mas os gols de Bendtner e Rommedahl acabaram com a esperança do adversário - e acentuaram a péssima campanha que fazem as seleções africanas no Mundial. Até aqui, apenas Gana conseguiu uma vitória: 1 a 0 sobre a Sérvia, na primeira rodada do Grupo D.

Camarões melhorou com a mudança do 4-3-3 pro 4-4-2, com o Eto'o centralizado e Emana (meia esquerda) caindo pelo meio pra encostar nos atacantes. O Assou-Ekotto (lateral esquerdo) foi horrível e deixou uma avenida nas costas dele, os dois gols saíram por ali. Centralizado no ataque, Eto’o teve a companhia de Webó. Outra mudança foi a entrada de Alexander Song, do Arsenal, que ganhou vaga entre os titulares. Já a Dinamarca contou com o retorno de lesão de seu capitão, o atacante Tomasson, que jogou recuado, como o homem mais avançado do meio de campo.

Camarões marcou o primeiro depois do erro do volante Christian Polsen, que entregou um gol ao adversário: aos 10min, ele errou passe na entrada da própria área e deixou a bola de presente a Webó, que tocou para o meio da área, onde Eto’o, livre, encheu o pé e estufou as redes. A Dinamarca empatou com uma jogada que já vinha sendo tentada desde o começo: bola lançada para Rommedahl disparar na direita. O experiente ponta cruzou rasteiro e o centroavante Bendtner entrou de carrinho para deixar tudo igual.

A segunda etapa começou morna, mas logo as duas equipes se lançaram ao ataque, já que a igualdade no placar não favorecia ninguém. E foi Rommedahl, novamente pela ponta direita, quem decretou a virada dos escandinavos. Ele encarou a marcação de Makoun aos 16min, puxou para o meio e acertou um belo chute de perna esquerda.

Tomasson teve a chance de ampliar a vantagem aos 25min, em novo passe de Rommedahl, mas bateu em cima de Souleymanou, frente a frente com o goleiro e o placar ficou nos 2 a 1 para a Dinamarca, que marcou seus primeiros três pontos no Mundial.

A Dinamarca jogou o futebol de sempre, com passes rápidos e bolas lançadas nas pontas. O Tomasson, que voltou de contusão na coxa, jogou como meia ofensivo, mas a função dele não é armar, é jogar de costas para o gol, abrir o jogo para as laterais e entrar na área pra finalizar. A armação do jogo é feita toda pelas laterais. No geral, Camarões não foi à zona que foi na derrota para o Japão, mas a Dinamarca é mais sólida e mais organizada, e mereceu a vitória.

Imagem:
EFE

Um comentário:

Rafaela Andrade disse...

Olá, vim fazer um convite:
Hoje tem festa no http:\\apenasumpontoesportivo.blogspot.com , são vários posts que valem a pena, vem pegar um pedaço de bolo.

Aposto que vai gostar:

Bolo: É festa!

Estatuto do Homem - Feliz Aniversário - com direito ao bolo e vela nas mãos do goleiro Marcos.

Rumo ao Sucesso eu vou até remando - porque o mundo dos blogs nos proporciona grandes amigos -

Desafio: É gol! Sim, festa = a gol. Você já fez um gol? Qual a sua façanha no esporte? Conte para nós!! Venha partilhar!!

Champanhe? Sim!!! O Harley do vôlei de praia marca a imagem do vôlei nesta festa, é hora de cantar o parabéns!!

Um espaço esportivo pode ser palco do amor, porque o esporte envolve muito mais do que vemos: envolve o que sentimos. Amor em gol de placa - uma crônica de amor.

Você é nosso convidado!
Participe!!
Ps. cada poste tem um autor.

BlogBlogs.Com.Br