segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Estrangeiros invadem o futebol brasileiro

Por: Rafael ZitoA janela de transferências ficará aberta até o dia 31 de agosto. Enquanto alguns jogadores saem, outros chegam ao futebol brasileiro. Após a venda do meio-campista Ramires para o Benfica, de Portugal, o Cruzeiro acertou a chegada do meia-atacante Guerrón, da seleção equatoriana. Joffre David Guerrón tem 24 anos e ganhou destaque internacional vestindo a camisa da LDU, do Equador.

Pelo clube equatoriano, o jogador sagrou-se campeão da Copa Libertadores da América de 2008. Logo após a conquista, o meia-atacante foi negociado com o Getafe, da Espanha. Após um ano no futebol espanhol, Guerrón não conseguiu se firmar e foi contratado para substituir Ramires, já que os dois podem exercer a mesma função.

Junto com o Cruzeiro, outros clubes se reforçaram com atletas vindos de fora do Brasil. Além de repatriar o brasileiro Edu, o Corinthians acertou a contratação do zagueiro e lateral-direito paraguaio Edgar Balbuena, de 28 anos. O defensor disputou as últimas quatro Libertadores pelo Libertad, do Paraguai. O atleta firmou contrato até o final do ano, com opção de renovação por mais dois. O jogador deve ser o primeiro reforço para a disputa da competição continental em 2010, ano do centenário do clube.

O Corinthians não foi o único paulista que contratou jogadores que estavam atuando no exterior. Os outros dois paulistas que apostaram em jogadores sul-americanos foram Palmeiras e São Paulo. Uma coincidência é que os contratados são todos para uma mesma posição: a lateral direita. O Tricolor Paulista trouxe o chileno Alejandro Saavedra, de 21 anos. O jogador saiu novo do futebol chileno e teve uma rápida passagem pelo Vitória-BA, em 2009. Além do garoto, o São Paulo contratou o experiente Adrián Gonzalez, de 32 anos, ex-San Lorenzo, da Argentina.

Pelos lados do Verdão, o contratado foi o chileno Figueroa, ex-Colo Colo. O atleta atraiu o interesse do Alviverde na atual temporada, quando as equipes se enfrentaram pela Libertadores. Até o momento, o último atleta repatriado foi o meia-atacante Fernandão, que acaba de ser apresentado pelo Goiás. O jogador foi revelado pelo Esmeraldino, foi campeão da Libertadores e Mundial de Clubes FIFA, de 2006, pelo Internacional; e estava jogando pelo Al-Gharafa, do Qatar.

Apesar de alguns brasileiros terem regressado, nos últimos tempos os clubes brasileiros estão contratando muitos jogadores do mercado sul-americano. Seriam esses atletas com custo menor do que destaques nacionais que atuam em clubes de menor expressão no nosso País? Essa opção é uma questão financeira ou os atletas realmente são mais qualificados?

Imagem:
Guerrón - Divulgação

2 comentários:

Marcelo Braga disse...

Acho que os sul-americanos são opções..O Brasil é o país mais importate economicamente do continente..Já que os europeus chegam aqui e fazem a feira (compram por kilo), temos que fazer o mesmo nos países vizinhos, tudo pra fortalecer a nossa liga..
abraaço Zito

Diário dos Esportes Golaço disse...

Fala amigão, é muit maneiro seu blog, quer fazer parceria de links??
Abraço

BlogBlogs.Com.Br