domingo, 31 de maio de 2009

OPINIÃO!!!!

A seleção brasileira enfrentará Uruguai e Paraguai, nas eliminatórias para a Copa de 2010. O técnico Dunga apresentou uma lista de convocados com algumas novidades, dentre elas, jogadores que atuam no futebol brasileiro. Além dessas partidas, o Brasil jogará a Copa das Confederações, em julho. Assim, alguns clubes brasileiros poderão ficar sem seus principais jogadores, durante esse período.

Dentro dessa situação, ficam algumas questões: Dunga deveria convocar jogadores brasileiros e atrapalhar os clubes brasileiros? Por que os torcedores reclamam quando o técnico convoca muitos jogadores que atuam no exterior, mas não ficam contentes quando ele convoca algum jogador do time do coração? Os clubes reclamam que vão perder os jogadores, mas, ao mesmo tempo vibram com a valorização e uma futura negociação devido à visibilidade que a seleção dá. Por que esse paradoxo?

Segue abaixo a OPINIÃO dos editores do BlogJE acerca do tema e o convite para que você leitor expresse sua posição sobre o assunto.

Por: Felipe Simi
O sonho de todo jogador é vestir a amarelinha. E, uma vez convocado, nenhum clube, empresário ou patrocinador deveria interceder contra. Afinal, a estadia na seleção só devia lhes trazer benefícios. Alegria e orgulho no presente. Esperança e lucro, no futuro.

Mas, de uns tempos para cá, não é o que tem acontecido. Pelo menos aqui, no Brasil. Alguns clubes vêem seus jogadores-chave debandando para a seleção em momentos decisivos. Está sendo assim com o Grêmio, de Victor; o São Paulo, de Miranda; o Corinthians, de André Santos; o Cruzeiro, de Ramires; e o Inter, de Kleber e Nilmar.

Todos já são cartas fora do baralho para Copa do Brasil ou Libertadores. Grêmio e Inter até tentaram reagir, mas Dunga bateu o martelo alegando que, em jogos oficiais como os das Eliminatórias e da Copa das Confederações, a prioridade é canarinha. Ordens da CBF.

Ordens são ordens – e exceções não deveriam existir. Mas vale lembrar que, há menos de um ano, em situação parecida, Milan, Roma, Real Madrid, Barcelona e Bayern de Munique não liberaram Kaká, Juan, Robinho, Ronaldinho Gaúcho e Lúcio para os Jogos de Pequim.

Na época, a CBF se irritou porque os europeus puderam escolher, graças à FIFA, se liberavam ou não os atletas maiores de 23 anos. Aqui, os clubes não têm a mesma blindagem. Seus interesses prevalecem apenas em momentos quase insignificantes. São reféns da CBF. Vítimas de uma antiga administração falida.

Por: Leandro Miranda
A Seleção Brasileira deve, obviamente, ser composta pelos melhores jogadores disponíveis; o país onde atua o jogador não deve ser um fator determinante na sua convocação. Dunga foi muito criticado por chamar só “estrangeiros”, e agora, quando finalmente abre os olhos para os bons valores que (ainda) jogam aqui, é malhado por desfalcar os times nacionais.

Agora, pergunte ao jogador convocado se ele quer ficar para defender seu clube ou representar a Seleção e ter a chance de jogar uma Copa do Mundo; faça a mesma pergunta às diretorias dos clubes, que sabem que uma convocação multiplica o valor de mercado do atleta e facilita muito uma negociação para o exterior. Os desfalques são normais e devem ser contornados pelos times: se é impossível substituir no mesmo nível um Nilmar ou um Miranda, é também obrigação das equipes terem opções de elenco que mantenham o time competitivo – o Internacional, por exemplo, tem o ótimo Alecsandro como opção de ataque. Chiar contra a convocação dos “brasileiros” porque eles desfalcam as equipes é ir contra a ordem natural das coisas.

Dunga acerta ao chamar os atletas de destaque do Brasil, que podem preencher lacunas importantes, ainda incógnitas na seleção. Ele tem seu trabalho, que é preparar a Seleção para 2010, e o calendário do futebol brasileiro não pode ser um empecilho para essa meta. Ele tem que chamar quem está jogando bola!

Por: Marcelo Braga

Cena 01: Pô, o Dunga nunca convoca o Zequinha Catarinense, parece perseguição, é brincadeira!

Cena 02, em uma outra convocação: “...Tatu, Vitor, Xuxa e Zequinha Gaúcho...”
Pô, esse cara convoca o Zequinha na semifinal do campeonato, tá de brincadeira!

As convocações da Seleção sempre são voltadas de polêmicas, mas é assim que tem que ser mesmo, afinal, cada técnico-torcedor tem os seus jogadores preferidos. Vitor, Ramires, Miranda e Nilmar eram unanimidades em várias dessas listas, e foram chamados.

Aos jogadores, cabe aproveitar o momento e agarrar a chance. Aos clubes, aproveitar que seus jogadores serão valorizados. E rezar para que o elenco, montado justamente para superar estes obstáculos, funcione.

Por: Rafael Zito
Nesta segunda-feira, dia 1º de junho, os jogadores convocados pelo técnico Dunga se apresentam a seleção brasileira. André Santos, do Corinthians; Miranda, do São Paulo; Kléber e Nilmar, do Internacional; Victor, do Grêmio; e Ramires, do Cruzeiro, desfalcarão suas equipes no momento em que os clubes mais precisam deles, a fase mais decisiva da Copa do Brasil e da Copa Libertadores da América.

Esses jogadores são os convocados que atuam no Brasil. Dunga sempre foi criticado por torcedores e pela mídia por não dar chances aos jogadores do futebol interno e quando dá também é criticado, já que a torcida fica indignada por perder seus principais atletas nas finais das competições e pelos veículos de comunicação, que clamam por “bom senso” do treinador para liberar os atletas para atuarem em determinadas partidas.

No meu ponto de vista é preciso assumir uma postura única para essa questão. Diversos jogadores do futebol disputado em solo canarinho merecem uma chance e devem ser convocados. Quando Dunga não chama tem que ser criticado, portanto, quando convoca simplesmente fez o que tinha que fazer. O treinador da seleção não pode ser colocado como culpado pela desorganização do futebol brasileiro e sul-americano. Libertadores e Copa do Brasil deveriam ser paralisados em períodos de partidas internacionais. Se isso não ocorre, os clubes, infelizmente, terão que arcar com as consequências.

Por: Sabrina Machado
O maior problema nessa discussão toda é o calendário brasileiro. Nossas datas são muito diferentes das principais competições europeias. A Champions League já tem um campeão e a Libertadores? É muito complicado mudar essa situação, isso envolve interesses financeiros, uma grande holding que possui os direitos televisivos e também o costume do brasileiro com os períodos das competições.

Mas esse quadro não é impossível de se solucionar. Até bem pouco tempo atrás, estaríamos discutindo sobre mata-mata ou pontos corridos para o Campeonato Brasileiro. O torcedor precisa entender que o culpado não é o Dunga, ele precisa ter os jogadores à disposição da seleção brasileira. Não vou comentar a lista que ele convocou, mas o treinador não tem culpa do calendário brasileiro.

5 comentários:

Persio Presotto disse...

o dunga quer aparecer. chamou os caras que jogam aqui pra dizer que não monta um time só de estrangeiros. porém, nem pra saber o momento exato ele tem capacxidade. tivesse chamado esses jogadores antes, o desempenho nas eliminatórias teria sido melhor, não estaríamos em risco contra paraguai que é um verdadeiro lixo e, hoje, esses jogadores poderiam ser poupados. abs, pp

Esteban disse...

y... uds estan algo mejor que nosotros, más desahogados, aunque todavia falta

cesar afonço disse...

Achei a melhor convocação do Dunga até agora...

A seleção deve estar em primeiro lugar. Além do que é uma forma de resgatar o amor do torcedor brasileiro pela seleção, já que são jogadores dos nossos times representando o Brasil.

E também tem outro fator favorável, enquanto a europa está em final de temporada, com jogadores mais cansados, o Brasil está no meio de sua temporada, os jogadores correm menos risco de ter lesões.

vlw abs

Thiago Fagnani disse...

Não falo sobre seleção brasileira

Bruno Zanette disse...

Falta bom senso na seleção brasileira. Convocar jogadores de linha, que possam ajudar a seleção, tudo bem. Agora em momentos decisivos, só vejo um jogador que tem possibilidades de controlar a situação de um jogo, e ele atua numa das posições mais relevantes: o goleiro. Levar o Victor, de um Grêmio em quartas de final de Libertadores, pra ser 3º (TERCEIRO!!!) goleiro da seleção, onde raramente jogará, é muita ignorância. Tudo bem, convocação é merecimento e o Victor é um dos melhores goleiros do país e tb, se não fosse agora, talvez não fosse convocado nunca mais, e o clube ganha com isso, com a valorização do atleta. Mas imagine se o time for eliminado de uma competição onde se preparou um semestre inteiro, por causa que não contou com seu jogador titular? A CBF não vai arcar com o prejuízo... Portanto a consciência deveria pesar na hora da convocação...

Abraços!

BlogBlogs.Com.Br