quarta-feira, 1 de abril de 2009

A impressionante sorte de Dunga

Por: Leandro Miranda
Depois do show da Argentina contra a Venezuela na rodada passada das Eliminatórias para a Copa do Mundo – 4 a 0, fora o passeio – e da atuação ridícula do Brasil contra o Equador, eis que a sorte sorri para Dunga: a Albiceleste levou 6 a 1 da Bolívia em um jogo que nunca mais se repetirá, e a seleção brasileira enfrentou o pior time da América do Sul, em casa. A vitória por 3 a 0 sobre o Peru foi o clássico “bater em bêbado”.

Não dá para tirar muito parâmetro do jogo, dada a qualidade sofrível do adversário (o único nome que eu, particularmente, conhecia era o do veterano capitão Nolberto Solano). Até jogadas pelos lados o Brasil conseguiu fazer, mesmo com Kléber em sua eterna má fase e Daniel Alves errando muitos passes – só eu não achei que ele fez uma “partidaça”, como disse o Galvão Bueno? Ainda assim, melhor que o limitadíssimo Maicon.

Falcão foi brilhante em sua frase no final do jogo: “Kaká é um jogador diferenciado e que faz a diferença”. O meia do Milan é peça fundamental para esta seleção: capaz de fazer o time todo correr com um só toque na bola, é um jogador que não tem substituto com as mesmas características. Foi o que faltou no Equador – um jogador que levasse a bola à frente e jogasse simples, já que Ronaldinho tocava de lado e ficava imóvel, e Robinho não voltava para buscar jogo. Aliás, o Gaúcho até que começou com vontade, mas ele e o atacante do Manchester City logo caíram no festival de toques de calcanhar e fintas inúteis, motivados pelos 3 a 0 no placar.

Elano é um bom reserva para este grupo, já que faz mais de uma função e pode ser útil em um segundo tempo. Felipe Melo fez um gol aos trancos e barrancos, com a característica que mais o destacou até aqui: personalidade. Triste é constatar que ele não tem muito mais a oferecer do que isso. Miranda, excelente zagueiro, entrou tremendo, mas logo se acalmou. Tomara que o Dunga tenha visto que ele é muito, mas muito melhor que o Luisão.


No final das contas, a rodada acabou sendo muito boa para o Brasil, mesmo com nosso treinador insistindo nos mesmos erros – mesmo que estes tenham sido disfarçados pela ruindade do Peru e pela facilidade com que Kaká faz o time jogar. Exemplos são a marcação falha da dupla de volantes (que não teve trabalho com a lentíssima dupla de armadores adversários) e o alto índice de passes errados na saída de bola (como o Peru devolvia a bola quase que imediatamente, isso passava despercebido). Já me conformei com Dunga, e entendi que o “estilo” dele é esse mesmo: torcer para que os craques estejam inspirados, e só. A coisa apertou? Resolve, Kaká. O melhor de tudo é que, se o genial camisa 10 estiver na ponta dos cascos em junho de 2010, pode dar certo.

Imagens:
Kaká - Nabor Goulart / AP
Kaká - Jéfferson Bernardes / AFP
Kaká - Nabor Goulart / AP

12 comentários:

Persio Presotto disse...

Zito, concordo em número gênero e grau: contra o Equador faltou alguém como o Kaká. E como não há outro, a não ser o próprio... Sobre o Peru, foi como vc disse: "bater em bêbado". Mas, ainda assim, não há como deixar de valorizar a excelente fase do Luís Fabiano, que, a cada partida se credencia como o camisa 9 da Seleção. Abração, PP

Maldita Futebol Clube disse...

kaká faz falta a qq time! E mesmo o perú sendo uma baba, o que importa é o padrão de jopgo da equipe...agora, discordo qta o título sorte de Dunga... olhe os números... o cara tb é competente e não está ali a toa! se fosse o luxa ou o felipão metendo 6 em portugal, vencendo a itália e os jogos como s ARGENTINOS, sendo campeão da copa américa e tal, seriamos a máquina. mas, como é o dunga... tudo muda...o bom é que assim não chegamos até a copa com salto alto! Acho apenas, que gilberto silva pode ser banco e entrar o hernanes em seu lugar e que leo moura e juan deveriam estar entre os selecionáveis! abraços, leandro

Net Esportes disse...

Também acho extremamente íncrivel a sorte do Dunga.... assim aos trancos e barrancos ele chega na Copa de 2010.... mas será que essa sorte existir por lá ? essa é a grande dúvida....

Jefferson freire disse...

Cara ele é muito sortudo mesmo. Estava para cair, aí de repente a seleção mostrou um futebol até então não visto na era dunga e mete uma goleada em portugal. Aí qnd estava pra cair de novo, ele ganha bem da itália. Isso sem falar da copa américa que foi horrível e todos já esperavam a derrota para a argentina e a demisão do dunga. Mas não é que nós ganhamos, e bem.

O cara nasceu virado pra lua mesmo.

Abção

Vinícius Faustini disse...

No dia primeiro de abril, eis que Dunga conseguiu uma redenção de verdade com a Seleção Brasileira. Apesar da vitória incontestável, não dá pra deixar de lado uma certeza: foi o 3 a 0 mais "1 a 0" que já vi. Muitos passes pro lado, o Brasil cadenciando a bola tanto no início quanto no final do segundo tempo...

Concordo que Kaká faz falta em qualquer time, mas o Brasil não pode ficar na dependência dele o tempo todo. Imagine se ele não tivesse se recuperado a tempo do jogo de ontem. Fatalmente teríamos passado sufoco diante dos peruanos!

Lá no "O tempo e o placar..." deixei uma análise do jogo, fiquem à vontade pra comentar.

Abraços a todos,

Vinícius Faustini

www.otempoeoplacar.blogspot.com

www.diariodeumsalafrario.blogspot.com

www.emocoesrc.blogspot.com

Daniel Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Gomes disse...

É realmente impressionante a sorte que esse camarada tem.
Mas a sorte dele não é credenciada ao próprio, e sim a uma individualidade de seus jogadores. Sempre aparece alguém pra salvá-lo da forca. Ontem, contra o Peru, foram Luís Fabiano e Kaká.
Dunga deve ser muito grato ao seu grupo, que vão deixando-o ficar... Só não sabe até quando.

www.pernambola.blogspot.com

Esteban disse...

uds. com sorte frente a Perú, nosso seleçao, vergonha em Bolívia :S
abultado, pero justo el resultado... egh... a no preocupar (¿?) nao se...

saludos

http://d-coleccion.blogspot.com/

Deyvison - Loucos por F1 disse...

Zito, parabéns pelo Blog. Brilhante! E concordo com você quando fala da incrível sorte de Dunga, quando cita o sofrível Luizão, realmente um dos piores zagueiros que já envergaram a Amarelinha. Existem algumas outras sumidades que não merecem estar no grupo, como Josué, Gilberto Silva, vai dizer que o Dunga assiste o campeonato grego para ver o quão bem ele está? Duvido! Também acho válido o comentário a respeito dos laterais da Seleção, apesar de achar que nenhum dos 4 merecem estar ali devido ao baixo nível de futebol. Ainda bem que temos uma boa base na defesa, com Julio Cesar e os dois zagueiros Lucio e Juan. Porque, do contrário, estaríamos com problemas para 2010 dada a debilidade dos laterais. Um meio com Kaká e Gaúcho (a despeito de sua má fase) é de meter meedo em qualquer um.

Grande abraço!

Deyvison - Loucos por F1

Maurício Vargas disse...

A atuação brasileira não foi boa porque o time não levou o jogo a sério. Com Robinho em campo, é difícil alguma jogada dar 100% certo.

Eu defendo, inclusive, que o problema do Brasil passa pela mentalidade de contra-ataque que o Dunga impôs.

Falei um pouco sobre isso no meu blog, dá uma passada lá depois.

Abraços

gerson disse...

rafael, o brasil só tem 3 jogadores diferenciados: kaká, lúcio e júlio césar. o resto não apresenta nada de excepcional. o brasil é um time comum, sem muita atitude de jogo, embora se esforce pra correr. falta leitura tática não só do treinador, mas dos própiros jogadores.
Escrevi algo sobre o jogo lá no blog.
Abraço!

cesar disse...

Kaká mesmo não estando 100% é peça fundamental na seleção.

Porém como você mesmo disse o Brasil bateu em bêbado. Esse jogo não passou de um jogo treino, poderemos analisar melhor a seleção nos dois próximos jogos.

flw abs

BlogBlogs.Com.Br