quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Por onde anda o profissionalismo?

Por: Rafael Zito
A Lei do Passe acabou e, com isso, a escravidão dos atletas com os clubes teve um fim. Os jogadores deixaram de ser propriedade dos clubes, tendo a liberdade de definir em qual equipe gostariam de jogar. Acredito que essa “liberdade” foi interpretada de forma equivocada pelos atletas, quase que exclusivamente os brasileiros. Confunde-se o direito de livre escolha com um chamado “anarquismo”, do tipo: faço o que quero, a hora que bem entendo, sem cumprir nenhuma regra.

Ao meu ver, foi isso que aconteceu no caso Robinho, envolvido novamente em confusão sobre sua transferência. Quando saiu do Santos para o Real Madrid, o jogador bateu o pé e fez greve de dois meses forçando sua negociação com o clube espanhol. Fala-se que o jogador brasileiro quis sair do Real Madrid porque se sentiu desprestigiado por ter sido colocado como moeda de troca para a tentativa de aquisição do português Cristiano Ronaldo, do Manchester United, da Inglaterra.

Especula-se que o clube espanhol ofereceu cerca de 30 milhões de euros mais os direitos federativos de Robinho para que o Manchester cedesse o craque português. Robinho precisa baixar a bola e perceber que, no momento, mundialmente, não limpa a chuteira de Cristiano Ronaldo. Fazer “biquinho” e ter comportamento infantil não fará dele o jogador que pensa que é.

Robinho é um bom jogador e quanto a isso não há dúvidas. Só que passa um ar de arrogância e cobra tratamento acima do que tem mostrado dentro de campo. O jogador cobrava, por exemplo, um reajuste salarial como se o clube fosse obrigado a dar. O que está claro é que necessita de uma melhor orientação. Contratos foram feitos para serem cumpridos e não para serem ignorados por uma insatisfação ridícula. Robinho merecia ter ficado no Real Madrid para aprender na marra a se comportar como um atleta profissional.

Imagem:
blogols.files.wordpress.com

10 comentários:

Thiago Fagnani disse...

Um absurdo o que essa criança está fazendo!!

A falta de ética deste atleta chegou à um nível absurdo, de dar nojo!!

Mas não vou ficar dando corda para esse assunto. Enquanto estamos falando e falando, ele está ganhando milhões!!

Mas deixa ele jogar mal na seleção....

Lucas Renato disse...

Nós temos culpa nesse melindre todo, Rafa.

Quem foi que um dia o chamou de Robinho Arantes do Nascimento? Milton Nevez, parte da imprensa.

Colocaram esse rapaz num patamar acima do que ele é. Agora, me surpreende negativamente os 100% de aproveitamento que ele tem em fazer birra e fazer de tudo para sair do clube que ele está.

Santos e Real Madrid já sofreram na mão desse cidadão. Pára. Se for pra fazer biquinha, fica em casa chorando...

Pra ser sincero, esse cara não joga nada. Nada.

Fausttoooo disse...

O Robinho, apesar de ser um bom jogador, não mostrou ainda porque foi pra Europa.
Acredito que ele tenha um bom futebol, mas ainda não teve a regularidade necessária para ser a grande estrela que acredita já ser.
No Manchester City, irá encontrar mais dificuldades que no Real Madrid, pois vai jogar no futebol inglês, muito mais 'brigado' que o Espanhol, e não terá ao seu lado um dos melhores planteis do país, como era no caso do Real Madrid, campeão espanhol de 2007 e terá rivais muito maiores, como Man United, Liverpool, Arsenal e o dito cujo 'Chealsea'.
Falta muito profissionalismo para ele, mas continuo torcendo para ele deixar de ser promessa e atuar como um dos melhores do mundo, que foi por esse motivo que ele deixou o Santos.

Daniel Reiner disse...

A atitude do Robinho é o anseio de todo trabalhador: ter a liberdade prá escolher onde e quando jogar/trabalhar.
Ele expressa sua vontade e se atendido,como foi, ótimo! Se não atentido,como aconteceu no Santos, ele volta a jogar normalmente (e bem,diga-se de passagem).

As relações humanas são cheias de protocolos.Protocolos esses que muitos gostariam de ignorar mas por covardia ou necessidade não o fazem.

O Robinho ignora e,por enquanto,pelo menos no que lhe interessa(que é o fator financeiro e sua vida pessoal)tem sido muito bem sucedido.

Simples mortais,assalariados tupiniquins,morramos de inveja.

Juan disse...

O profissionalismo perdeuse hai bastante tempo. Aos jogadores importalles moito máis o dinheiro que o seu propio equipo. Pero isto nao ocorre sempre.

Um saúdo.
http://marcador-deportivo.blogspot.com/

gerson disse...

tb acho que o robinho acha que joga mais do que realmente joga. Ele tem q baixar a bola e tentar voltar ao melhor da sua condição.

Maldita Futebol Clube disse...

Da série esses craques mimados: robinho cresceu sob a égide de comquistas de copa do mundo, coisa que a geração anterior não tinha visto e batalhou pra chegar lá, ai os caras que viram isso , acharam que podiam mais que são os melhores, os fodões e fica nisso, um bando de mercenários que joga em causa própria, fala em causa própria e tem milhões de emp´resários legislando com essa lei pelé absurda em causa própria. uma pena...a mascara é maior do que a bola dele!

Breiller disse...

Essa é uma questão complicada mesmo, Rafael. Você remontou bem à Lei do Passe. Ela cria, de fato, uma certa promiscuidade no jogador em relação ao cumprimento de contrato e cláusulas.

Mas, no caso do Robinho, sempre o vi com um certo desconforto no Real. Mesmo quando foi campeão espanhol, ele nunca conseguiu ser aquele Robinho descontraído da época de Santos e da própria Seleção. E, no Real, sempre o viram com muita desconfiança. Era só ele jogar mal um jogo sequer, que a crítica - e até dirigentes do próprio clube - já caíam em cima. Tá certo que existe contrato, feito para ser cumprido. No entanto, o Robinho saiu para um ambiente novo, e acredito que ele vai ser bem mais valorizado na Inglaterra que na Espanha.

Abraços!

Felipe Simi disse...

Zito,

Concordo contigo em gênero, número e grau. E - pela segunda vez na sua carreira -, este jovem jogador superestimado riu por último.

Abraços.

Sabrina Machado disse...

Acho q ele devia ir vender pastel mesmo...isso não se faz...

Mercenário e anti-profissional...

Um dos seus melhores textos, Rafa...

E hj se o Valdivia jogar...é chile na cabeça...

BlogBlogs.Com.Br