sábado, 27 de setembro de 2008

De mal a pior

Por: Lucas Renato
A semana foi marcada por uma polêmica no Vasco da Gama. Passando por uma fase complicada de sua história, com jogadores fracos e antigos ídolos tentando retomar os tempos de glória, o time da Colina teve mais um problema ao longo desta semana.
Na quinta-feira, uma lista com jogadores acima do peso vazou à imprensa. Junto com ela, veio mais uma declaração polêmica de Renato Gaúcho, técnico da equipe. Os atletas "gordinhos" seriam multados. Isso causou mais um mal-estar no já conturbado clube.
Ontem, foi a vez do técnico encerrar a polêmica. "Por incrível que pareça, não tem um jogador sequer acima ou abaixo do peso hoje. Isso quer dizer que eles ficaram preocupados com a multa. Quando a gente ameaça atacar o bolso a coisa muda de figura. Mas pelo menos já é meio caminho andado, pois é desta maneira que o atleta mostra profissionalismo. O vazamento daquela lista não era para ter acontecido. Não critico o trabalho da imprensa, foi um vacilo nosso. Mas eu refoço: se aparecer jogador acima do peso, vou multar. Duvido que alguém vai se arriscar a perder R$ 300 de bobeira".
Eu, particularmente, gosto do profissional Renato Gaúcho. Mas sua carreira de técnico está ficando manchada por suas declarações polêmicas. Seu pudesse dar um conselho a ele, falaria: "Meu filho, fale apenas o essencial à imprensa e trabalhe duro. Pára de falar coisas que gerarão conflitos".
Em meio a isso tudo, o tetracampeão brasileiro Vasco tenta sair da zona do rebaixamento neste final de semana contra o pior time da Série A, o Ipatinga. Eu não gostaria de estar na pele dos torcedores cruzmaltinos. Se o time não cair, será uma grande conquista em 2008.

6 comentários:

Sabrina Machado disse...

Gosto muito do Vasco da Gama, mas acredito que a situação do time é muito crítica... Tvz o Renato consiga livra-lo do rebaixamento.

Multa para gordinhos???
Imagina se a moda pega lá pelos lado de Milão???

Lucas, parabéns pelo seu conselho!!!

bjos

Victor disse...

Bem, pelo visto a "declaração" de Renato funcionou.
Todo mundo dentro do peso, como deve ser um atleta de qualquer esporte.

Acho que o pessoal exagera ao pegar no pé do Renato, e acaba perdendo a mão na crítica (em tempo, até no Blá blá Gol temos essa discussão corriqueiramente)

Renato não é cordeirinho. E nunca foi diferente. Como jogador e técnico sempre falou desse jeito, e até então sempre obteve sucesso.

Por conta da exposiçãoda Libertadores, parece que isso começou ali. Coisa alguma. Sempre goi assim e todo mundo achava legal.

Em tempo 2, pouco se sabe de jogador que não goste do Renato (acho que só o Dodô, o que nesse caso, é um ponto positivo para o treinador).

Abraços

Esteban disse...

está en crissis o vasco da gama???

Daniel Leite disse...

Lucas, o Renato Gaúcho é um sujeito competente. É alguém que já levantou elencos fracos e fez muito com times razoáveis, como neste ano, ao levar o Fluminense à final da Libertadores. Se ele fizesse o tradicional feijão-com-arroz, seria conhecido por estes ótimos resultados.

Mas, como prefere emitir estes coliformes orais, fica tachado de um monte de coisas. A seqüência terrível do Vasco nada tem a ver com ele, mesmo as duas últimas derrotas, para Palmeiras e Ipatinga.

Quanto à questão do peso, ela é puramente administrativa. Cada clube sabe o que faz para aumentar sua eficiência. Teoricamente, é positiva a medida. Mas, na prática, o efeito é temeroso. O grupo pode não assimilar bem a ameaça e voltar-se contra o treinador.

Até mais!

Felipe Simi disse...

Achei sensato o seu conselho, Lucas. É, na realidade, o melhor que o Renato Gaúcho tem a fazer.

Contudo, ainda que a ameaça dele surta o efeito desejado no elenco, o destino mais provável do clube é, infelizmente, a Segunda Divisão.

Um abraço.

Felipe Moraes disse...

Acho que o Vasco ainda tem jeito. Agora, o Fluminense...

Abraço,
Felipe Moraes

BlogBlogs.Com.Br