terça-feira, 12 de agosto de 2008

Obrigado, Judô!

Por: Thiago Fagnani

Foi difícil de engolir o fato de mais um brasileiro favoritíssimo a medalha de ouro não faturar o título olímpico. Tiago Camilo, bom moço de aparência branda, não resistiu e perdeu na terceira luta para o alemão Olé Bischof, indo para repescagem. Lá, Camilo derrotou o norte-americano Travis Stevens, campeão pan-americano, e o britânico Euan Burton para chegar à decisão do pódio, quando derrotou o holandês Guillaume Elmont com um Ippon, depois de um wasari e duas imobilizações com estrangulamento.

Fiquei muito chateado com o resultado, mas ao ver a alegria de Camilo com o terceiro lugar, me orgulhei. Com essa medalha, o judô se tornou o esporte que mais medalhas deu ao Brasil em olimpíadas. Agora são 15, uma a mais que a vela.

Realmente é uma pena (a derrota de Tiago), mas garantimos mais uma medalhinha em nossa história olímpica.

No futebol feminino, nossas meninas jogaram contra a Nigéria. Com uma atuação impecável de Cristiane, que marcou três gols sendo um de bicicleta, nossa seleção bateu a Nigéria por 3 a 1 e garantiu o primeiro lugar em seu grupo.

No vôlei masculino a ausência de Giba assustou, já que os meninos de Bernardinho perderam o primeiro set para a Sérvia. Mas depois reagiram, virando a partida para 3 sets a 1, parciais de 25/27, 25/20, 25/17 e 25/21.

Outras notícias de Pequim amanhã, com Luis Felipe Simi.

Imagens: www.gazetaesportiva.net

4 comentários:

Lucas Renato disse...

ahhaahhahahahahaah!!!

É muito bonito ver como você defende a sua pátria.

Quanto ao desempenho brasileiro em Pequim, até o momento, não me surpreende a ausêcia de medalhas de ouro. Olimpíadas não é Pan-Amaericano e o nível é outro.

Mas uns 5 ourinhos nós vamos trazer...

Abraços, mano.

Rafael Zito disse...

Fiquei triste no começo pq sei da capacidade do Tiago Camilo e tb pq ele merecia uma medalha melhor do q a de prata. Porem, são coisas do esporte e como um verdadeiro campeão, levantou a cabeça e luitou pelo bronze como sse fosse o ouro.

A atuação brasileira esta um pouco aquem das expectativas, entretanto, dentro do esperado.

Legal ver a forma q vc aborda os assuntos no seu texto. Construção perfeita... vamos esperar o que o Felipe Simi nos trará amanhã.

um abraço Fagnani

Maurício Vargas disse...

Não acho que teve gosto de ouro, não. Afinal, ele era o favorito da categoria e perdeu logo na primeira luta - arbitragens à parte.

Sei que em muitas modalidades os brasileiros não são de fato favoritos, e conseguem se superar, alcançando resultados como um sétimo lugar, por exemplo. Até aí, normal não conseguir medalha, e a cobrança é exagerada e burra.

Mas podemos ver que, em outras modalidades, os favoritos de outros países NÃO perdem. Até agora, talvez só uma japonesa, também no judô, não confirmou seu favoritismo. Pode ser um sinal de que, nessa categoria, seja exatamente onde os favoritos podem perder. Mas mesmo assim, continuo sempre com um pé atrás.

Felipe Simi disse...

Como eu disse, Camilo não foi o melhor, mas não nos decepcionou.

As meninas do futebol de campo estão bem. Também devem ser coroadas c/ uma medalha.

Entretando, o vôlei masculino começa a me preocupar. P/ não tropeçarem de vez, precisam ter um pouco mais de união e determinação.

Um abraço, Fagnani.

BlogBlogs.Com.Br