quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Sucesso precoce

Por: Carlos Eduardo

Na última sexta-feira (22), Lucas Renato, membro deste blog, fez uma boa análise em seu texto “Pai, quero ser jogador de futebol!”, ao discorrer sobre as dificuldades encontradas por muitos jovens para se tornarem jogadores profissionais.

Há duas semanas, o argentino Mauro Emanuel Icardi Rivero foi anunciado como novo jogador do Barcelona. Ele é atacante, acaba de completar 15 anos de idade, mas não parece. Dinheiro, fama e sucesso já fazem parte do cotidiano deste garoto, que vive na Europa desde os cinco anos e possui cidadania italiana.

Mauro marcou mais de 500 gols nas categorias de base do Vecindario, das Ilhas Canárias, clube que defendeu nos últimos cinco anos. Em seus lances, o argentino mostra força, arranque, dribles secos e uma maturidade assombrosa quando tem o domínio da bola.

Com essas qualidades, o talentoso menino despertou interesse de grandes clubes como Atlético de Madrid, Valencia, La Coruña, Real Madrid, Sevilla, Espanyol, Liverpool, Arsenal, dentre tantos outros, até fechar um contrato de seis anos com o Barcelona. Empresas de material esportivo também se interessaram em patrocinar o jogador. A Adidas ganhou a disputa e firmou acordo.

Tudo isso configura um cenário perfeito para um jogador que está começando. Porém, a “profissionalização” de um adolescente como Mauro precisa de cuidados.

Ele já é visto como “o novo Messi”, compatriota que também chegou jovem ao clube catalão, e hoje, oito anos depois, é o principal jogador do elenco profissional, repleto de estrelas consagradas como Ronaldinho Gaúcho, Thierry Henry e Samuel Eto’o. Este fato, por si só, já cria uma expectativa na cabeça do jovem Mauro.

Boa relação com os jornalistas, noções de marketing para trabalhar com a imagem, amparo familiar e autodisciplina, dentro e fora das quatro linhas, são apenas alguns ingredientes para se fazer sucesso no esporte mais badalado do planeta. Mas, como uma pessoa que está deixando a infância e ingressando na adolescência consegue absorver tantas novidades?

Novidades que também surgem paralelamente na vida pessoal. O assédio vem por todos os lados: dirigentes, empresários, familiares, amigos, fãs, admiradores e.. mulheres! Acunhadas “de maria-chuteiras”, elas se aproximam dos jogadores e muitas vezes conseguem mais do que a amizade. Alia-se a isso o ambiente de festas, álcool e facilidades; logo, o menino vê despertar a sua sexualidade antes do que imagina.

Para não se perder em meio ao vislumbre e conseguir prolongar uma carreira de sucesso, o jovem jogador necessita de uma assessoria bastante presente e uma estrutura familiar consistente. Se tudo ocorrer desta forma, quem sabe daqui a alguns anos não conheceremos mais o “o novo Messi”, mas sim, apenas Mauro.


Veja alguns lances de Mauro Icardi, atuando pelo UD Vecindario, da Espanha.


Imagem:
www.joinfutbol.com

15 comentários:

Fura Olho disse...

Thiago e Lucas,

Valeu pela visita!!

Bem legal o blog de ocês, vou colocar lá nos meus links também.

Abraços,

Fura Olho

Thiago Fagnani disse...

Nascendo um novo mito???
Meu Deus!!!

Esse promete, mas comom vc disse Carlos, tem que ir devagar, senão a carreira desse menino pode ser destruída, junto com sua vida!!!

Rafael Zito disse...

Olha é um crime fz uma pessoa perder sua infancia lhe dando uma responsabilidade q soh caberia a um adulto...

Dificil comentar seu texto pq vc colocou todos os pontos, amarrou td.

Resumo em uma palavra: JORNALISMO!!!!

Parabéns Carlos

Sabrina Machado disse...

Ele vai substituir o cristiano ronaldo???

é um gatinho, além de jogar bem...hauhauhauhuaa

boa pedida, fanfa

Vinicius Grissi disse...

Acho exagero, principalmente comparar os jogadores. O Barcelona em breve deve começar a comprar fetos, não existe outra saída...

Victor disse...

Sem sacanagem,
Se eu sou o conselheiro dele hoje, ia fazer ele assinar esses contratos todos e depois ficaria só enrolando mesmo. Vida feita
Já começou a chegar a hora desses caras tomarem um cano.

E o moleque com 15 amos... tem de aproveita mesmo e traçar quem pintar pela frente.
Renato Gaúcho aconselha isso. Aproveita que é famoso, que se não fosse não ia ter. É só ser malandro.

Victor disse...

putz... reli meu texto.
Está cheio de erro ortográfico. Lixão total.

Brunno Bauer disse...

eu axo q o sucesso vai subir a cabeça do garoto

nao se deve dar mta credibilidade mto cedo

tomo por exemplo o lulinha do corinthians

demorou alguns meses para marcar seu 1ºgol, após renovar um contrato milionário

tomara q nao aconteça o mesmo com o garoto
desejo sucesso pra ele



vlw pelos comentario carlos eduardo

estou começando agora e quero crescer nisso

vlw pelo apoio

André Augusto disse...

Como vc disse, a cabeça dele tem de ser bem trabalhada.
Hoje em dia, a responsabilidade vem cada vez mais cedo...

Pelo que li, parece bom jogador mesmo. Mas vamos esperar.

Aristóteles cervejadireitoefutebol disse...

Se com 15 está com 500, imaginem com 30???

Um grande abraço e parabés pelo blog

Romário que se cuide

Lucas Renato disse...

Du, será que o Mauro vai vingar? Se for igual o Lulinha, é problema viu... leão de categoria de base, chega na hora "H", treme!! Mas acredito que, se esse Mauro foi digno de um texto seu, ele se dará bem, se Deus quiser.

Obrigado pela citação em seu texto, obrigado por ser quem você é!

BEIJO

Ricardo PIlat disse...

ae pessoal,

realmente o mundo está perdido!

VCada vez mais cedo os clubes europeus buscam abastecer seu elenco com promessas sulamericanas...

Com isso, ocorrem dois fenômenos:
os clubes sulamericanos se enfraquecem;
e as seleçoes européias tbm enfraquecem, ja que nao há renovação alguma...

enfim, espero que o moleque dê certo no meu Barça

um grande abraço

http://redacaoesporte.blogspot.com/

Felipe Simi disse...

Concordo com o Lucas. Se esse tal de Mauro mereceu um texto seu, mal sujeito não é. Pelo que assisti, joga bem também. Vamos ver, né? No fundo, no fundo... o sucesso depende mais dele do que de qualquer outra pessoa.

Um abraço, parceiro.

Lívia Lima disse...

Lucas o Lulinha não tá tão mal assim vai....rsrsrs

Muito bom o texto fanfa parabéns!!!!

bjs

Anselmo disse...

eu tenho medo dos dvds de melhores momentos de um jogador de 15 anos.

esse medo começou em 1990, qdo fazia 20 anos do tri do México. Aí, a Bandeirantes mostrou, às segundas à noite, a reprise na íntegra da campanha do esquadrão que tinha pelé, tostão, gérson, rivellino, jairzinho e clodoaldo.

Bom, me lembro de uma falta cobrada pelo Pelé, acho que contra a Romênia, que mais parecia tiro de meta. E era o Pelé!

A partir daí passei a relativizar as análises calcadas em edição de melhores lances.

Mas tomara que o figura se dê bem. Seja na concepção do Victor, seja numa mais ortodoxa, como jogador de bola.

BlogBlogs.Com.Br