sexta-feira, 2 de abril de 2010

"Não entendo as pessoas maiores"

Por: Sabrina Machado

– Vovô, vovô! Eu tirei, eu tirei! Eu achei, eu achei!

– Calma, menino. Você tirou? Achou? Está falando grego?!

– Não, vovô, é português. Aliás, é do Brasil! Consegui encontrar a figurinha que eu mais queria para o meu álbum.

– Você já não tinha encontrado a do Kaká?

– Sim, mas a dele não é suficiente. Agora eu tenho a do Ronaldinho. É ele, olha!

– Esse seu álbum é antigo, piá!

– Nada disso. É da Copa da África do Sul. Aqui oh é de 2010.

– Ah, Carlinhos, mas isso não quer dizer nada. Não se iluda. Ele não vai jogar lá!

– Vai, vovô, claro que vai. Ele está no álbum e isso não é conto de fadas. É verdadeiro. Aqui têm o Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan, André Santos, Gilberto Silva, Felipe Melo, Robinho, Kaká, ELE e o Luís Fabiano.

– Mas o nosso técnico não vai chamá-lo. Ele esteve em uma fase ruim. Jogou mal quando foi convocado. Acho que você deveria pegar a figurinha do Júlio Baptista de 2006 e colocar nesse álbum aí. Ao menos você não fica sonhando.

– Sabe o mais triste, vovô? Tudo isso faz sentido. Não me lembro do Júlio Baptista na Copa de 2006, ele não foi, né?! Mas tenho a figurinha no álbum. Agora ele vai e tenho a figurinha do Ronaldinho, que não vai. O mundo é injusto!

– Mas apesar de tudo isso. É melhor ter a figurinha de um craque do que a de um jogador comum, Carlinhos. Lembra quando te mostrei meu álbum e contei a história dos jogadores de 70?

– Ah sim. Mas EU NÃO ENTENDO, NÃO ENTENDO e NÃO ENTENDO!

– O que exatamente você não compreende, menino?

– Meu xará! Sabia que o nome do Dunga é Carlos, vovô?

– Sim, seu pai sempre quis que o filho dele fosse um guerreiro, assim como Dunga foi quando era capitão da seleção. E sua mãe estava grávida em 98, quando Brasil perdeu a final para a França.

– É verdade. Não queria que contasse ao meu pai, mas isso me deixa mal. Não conheci esse guerreiro aí, eu conheço um homem carrancudo e que não gosta de futebol bonito. Acho que vou escrever uma carta para ele, dizendo que ele tem que honrar o nome que tem e levar o Ronaldinho para a Copa. O senhor me ensinou que todo mundo merece uma segunda chance.

– Sim, mas nem sempre merecer é conseguir!

– É por isso que eu gosto de ler o livro do "Pequeno Príncipe". Lá, explica o quanto as "pessoas maiores" são difíceis de entender!


"As crianças querem ver num álbum os atores importantes do futebol mundial. Temos que colocar no álbum jogadores que elas vão querer encontrar. O Ronaldinho é um personagem, um jogador muito importante. Se não tivéssemos colocado ele no álbum iríamos desapontar muitas crianças no mundo inteiro",

José Eduardo Severo Martins, diretor-presidente da Panini Brasil

Imagem: Montagem / Sabrina Machado

6 comentários:

Felipe Rikin disse...

Parabéns, essa postagem foi sensacional. Mas o Ronaldinho e seleção ainda, e na minha opinião e de muitos fanáticos por futebol, ele e o substituto do Kaká.

Rafael Zito disse...

Espetacular esse texto Sassá... parabéns!

Acho meio estranho essa história. Pq colocando o Ronaldinho no álbum a empresa comete um erro... pq a informação passada está equivocada... De outro lado, é compreensível a explicação do integrante da Panini. Ele precisa pensar no lado das vendas.

Um beijo grande e a historinha tá demais... você é diferenciada!

Felipe Simi disse...

Não tem mais nada pra dizer, Sá.
O Brasil pode até ganhar o hexa, mas o Ronaldinho não vai e o Carlinhos vai continuar assim, desapontado c/ o xará.

Parabéns!

JanuskieZ disse...

Hi... Looking ways to market your blog? try this: http://bit.ly/instantvisitors

L.M. disse...

Oi Bom dia

trabalho para um site comparador de preços chamado Pesca Preço e gostaría de fazer uma parceria com o seu site. Caso haja interesse, meu e mail é luiza@shopbot-inc.com

Espero seu contato

Jurubeba disse...

Conheci o site de vocês hoje, pelo topblog. Gostei muito, pois sou aficionada por quase todos os esportes.

Quanto a não convocação de RG, sou como o Carlinhos... eu não entendo, não entendo e não entendo!

BlogBlogs.Com.Br