quarta-feira, 28 de abril de 2010

Hasta la vista, Messi!

Por: Fausto Monteiro


Pena que no dia que era para o melhor do mundo fazer jus ao título, Messi não jogou bem.
Pena que o futebol vistoso com o belo toque de bola do Barcelona não chegou à final da Copa dos Campeões.
Pena que o jogo da tarde desta quarta-feira não teve tanta emoção quanto Galvão Bueno quis passar, isso até o primeiro gol do Barcelona.

Mas, espera aí, pena para quem? Só se for pro Barcelona e seus torcedores!

Hoje foi o dia de Dunga na Internazionale, o dia de Mano Menezes, o dia de Celso Roth e, principalmente, dia de José Mourinho. Foi o dia do futebol retranqueiro, da defesa bem postada e da covardia de colocar somente um atacante completamente isolado.

Quem pensou que a casa tinha caído para o time de Milão na expulsão do volante Thiago Motta ainda no primeiro tempo, também só ficou no pensamento que o Barcelona iria massacrar.

Fui obrigado a ler que os chuveirinhos que o clube catalão insistia em colocar na área rival lembravam os do Palmeiras em seus tempos de crise. Também fui obrigado a engolir seco e concordar em partes. Afinal, o Barça só tinha o volume de jogo, pois não chegava bem ao gol do melhor do mundo, Júlio César. Nas vezes que chegou, ali estava ele: o grande imperador! Claro, Piquet fez seu gol, e foi um golaço. Porém, um tanto quanto estranho, já que ninguém sabia se ele tinha sido validado ou não.

Mas o dia era mesmo de José Mourinho. Em um 10 contra 11, ele soube armar o time com uma formação inteligente o suficiente para anular os pontos fortes do Barça. Tanto que o passe de bola refinado só funcionava até praticamente a meia-lua. Com a ineficiência, teve que insistir nos cruzamentos para Ibrahimovic, que, apesar de muito acionado, não estava bem.

Isso não quer dizer que os italianos jogaram como craques. No entanto, Lúcio foi um gigante, Maicon raramente passou o meio-de-campo e segurou bem e todos na parte defensiva foram regulares e isso quer dizer que a Internazionale por completo esteve bem.

E agora? Bom, resta ao Barcelona o Campeonato Espanhol e a Internazionale terá o consistente Bayern de Munique pela frente. Acredito que ninguém apostará no resultado deste jogo, principalmente aqueles que ficaram endividados por causa do Barcelona.
Imagem: Agência/AFP

Um comentário:

Stebozza disse...

Pra quem gosta de tática, não foi anda e pena. Uma aula de marcação, isso sim. A Inter mostrou muita superação e organizção, merecendo chegar à final.

BlogBlogs.Com.Br