sexta-feira, 28 de agosto de 2009

"O bom filho à casa torna"

Por: Sabrina Machado
O caminho do início do sucesso foi trilhado no ano de 2002. Ano em que marcaria o pentacampeonato da Seleção Brasileira e o descenso do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. No ano seguinte veio a responsabilidade de levar o time formador de volta à elite do futebol nacional. E ele conseguiu.

Mais do que isso, Vagner Love caiu nas graças da torcida palmeirense, que não se cansava de ecoar seu nome nas arquibancadas. Porém, o tão falado ditado popular, já tinha separado uma frase para a ocasião: "tudo que é bom dura pouco" e o artilheiro foi vendido em junho de 2004.

Desde então, não teve nenhum centroavante do Verdão que conseguisse ser unânime com a famosa camisa 9. Muitos tentaram, mas a sombra do artilheiro do amor não saía dos arredores do Palestra Itália.

Em 68 jogos pelo Palmeiras, Vagner balançou as redes 49 vezes. Era o reforço esperado pelo técnico Muricy Ramalho, mas muitos torcedores não gostariam de ver o atacante vestindo as cores do time novamente. Tudo isso por causa de uma "quase" ida para o rival Corinthians, com direito até entrevista coletiva, em 2005.

Será que o artilheiro do amor cairá nas graças da torcida novamente?

Em minha opinião, a diretoria palmeirense acertou em cheio ao conseguir esse reforço. Vagner Love é um centroavante de alto nível e ajudará a equipe no sonho de voltar a conquistar o Campeonato Brasileiro e quiçá a Copa Libertadores. Com relação à torcida, o remédio para esse ressentimento se chama GOLS, e isso, ele sabe fazer muito bem!

Imagem aérea:
Anézio Fidalgo

6 comentários:

Felipe Simi disse...

Ele é artilheiro, Sá.

Disso, ninguém duvida. Acalmar a torcida é questão de tempo. Bastam alguns gols para que o Vágner "mercenário" e "traidor" de 2005 seja esquecido. Funciona assim em qualquer grande clube de futebol do mundo. No Palmeiras, não vai ser diferente.

Um beijo.

Rafael Zito disse...

É o Palmeiras novamente dando sinais de que quer sair de uma fila de 15 anos sem conquistar o Brasileirão.

Essa diretoria do Verdão tá investindo alto... por isso... tem q conquistar o titulo pq... senao... BALANÇO DE FIM DE ANO NO VERMELHO!

Mas no futebol eh preciso arriscar e fazer apostas de risco e o Palmeiras tah fazendo. O Corinthians fez no começo do ano com o ronaldo e estah lucrando mto com dois titulos, mta receita de patrocinio e elenco de qualidade para seguir na briga pelo titulo brasileiro ou acabar em uma posição respeitavel.

bjao sassá

Lucas Renato disse...

O TRAIDOR VOLTOU!

Mas, mais importante do que ele, é o Palmeiras ter um grande time.

O penta-campeonato obsessão.

Anônimo disse...

Bom filho?
A principal torcida organizada o considera "traíra".

A conquista do Campeonato Brasileiro não salva as finanças do Palmeiras. Pela premiação, que é rala, e será quase toda dividida entre comissão técnica e jogadores. Ou esqueceram que o Muricy tem um "incentivo" por conquista?

Sabrina Machado disse...

Anônimo "bom filho" foi uma ironia. Uma referência a parábola do filho pródigo, que pegou sua parte da herança, gastou tudo e depois voltou para casa e foi recebido como um filho bom, pq ele estava "perdido" mas "se encontrou" quando voltou para casa.

Anônimo disse...

Eu entendi!
Mas acho que não vale esta alusão a parábola!

E, de qualquer forma, o texto deu a entender o contrário.

Vágner Love é um câncer!

Alto salário e que retorno dará para o clube?
Título? Nem isso é garantia!

Melhor apostar em Obina, bom e infinitamente mais barato!

BlogBlogs.Com.Br