quarta-feira, 4 de março de 2009

Um olhar de quem viu a tragédia no Palestra

Por: Sabrina Machado


A expressão de K9 nessa foto reflete o que foi o Palmeiras na partida de ontem contra o Colo Colo pela Copa Libertadores (obsessão / piada).

A torcida incentivou a todo instante e, quando o time finalmente conseguiu um gol, a alegria e esperança contagiaram a todos no Palestra Itália. O “Vamo ganhar porco...vamo ganhar porco” ecoava pelas arquibancadas do estádio.

E se não fosse a trave o time poderia ter empatado. E se não fossem as jogadas (burras) pelo meio as chances teriam aumentado, afinal foi a partir de uma perda de bola por ali que o time chileno alcançou o 3 a 1 no placar.

A verdade é que o Palmeiras jogou mal, meus caros palestrinos. Nesse momento não estou apta para fazer previsões, mas o time TEM que convencer que quer ganhar esse campeonato lá na Ilha do Retiro contra o algoz Sport. Porque senão a obsessão vai ficar só por parte da torcida que canta essa música: “A Taça Libertadores obsessão”.

Vamos às notas:

Bruno (6) – não teve culpa em nenhum dos três gols e ainda fez uma defesa difícil.

Fabinho Capixaba (4) – não atacava, não defendia. No primeiro tempo havia um corredor nas suas costas, para o atacante do Colo Colo deitar e rolar. Fez uma boa jogada, mas na hora de deixar o Diego Souza cara a cara com o goleiro, preferiu chutar mal ao gol. Foi substituído

Danilo (4) – falhou em dois gols. Lento e mal posicionado.

Edmilson (4) – falhou em um dos gols, mas a torcida pegou no pé dele. A meu ver, injustamente. Apesar de ter jogado mal é o melhor da zaga. Pecou um pouco nos passes.

Maurício Ramos (4) – só para completar a fase da zaga, esse também falhou. E, logo no primeiro gol. Foi substituído por Jumar no intervalo.

Marcão (5) – não foi uma estreia de gala, mas tentou alguma coisa no ataque. Errou alguns passes, mas corria atrás da jogada. Não foi omisso.

Pierre (8) – esse merece uma estátua em frente ao Palestra Itália. Correu mais que todos os outros juntos. Desarmou. Arriscou chutes de fora, mesmo não sendo muito a sua área. Caiu pela direita e foi fazer o trabalho do Capixaba. No segundo tempo depois dos 3 a 1, ainda brigava pela bola. Ele podia dar uma aula para os outros de como é jogar uma Libertadores. Ele tem o espírito, mais do que isso ele tem uma postura de quem quer ganhar. Faz tempo que joga assim e merecia ser chamado para a seleção.

Cleiton Xavier (6) – parecia outro em campo, errou passes que não costuma errar, mas mesmo assim tentava organizar o time e armar as jogadas. No segundo tempo, atuou mais pela direita e foi dele o cruzamento para o gol. Rendeu menos do esperado, mas não comprometeu.

Diego Souza (4) – é o primeiro que deve assistir às aulas do Pierre. Teve um primeiro tempo apático e escondido atrás da zaga. Não buscava o jogo e nem abria como opção. A única vez que fez isso o Fabinho não tocou. No segundo tempo, melhorou um pouco, buscou as jogadas e tentou fazer com que o time atacasse, mesmo assim, fez abaixo do esperado.

Willians (6,5) – fez uma bela jogada no primeiro tempo e quase marcou o gol quando o jogo estava 0 a 0. Buscou as jogadas pelas pontas, mas não teve muito sucesso. Correu bastante, ao menos tentou algo.

Keirrison (6) – ele é muito bom e fez o gol do time, porém não foi muito acionado. Demonstrou muita dificuldade nas jogadas aéreas.

Jumar (5,5) – entrou e conseguiu correr para marcar e tocar algumas bolas no ataque, mas chegou atrasado no terceiro gol.

Jefferson (6) – substituiu Marcão no intervalo. Mesmo com a sua deficiência ao cruzar as bolas, se apresentou bem ao ataque. Correu bastante e tentou algumas jogadas.

Lenny (5) – correu, brigou, mas pouca coisa mudou com a sua entrada no lugar de Fabinho Capixaba.

Vanderlei Luxemburgo (3) – foi o responsável por muitos erros da equipe. Não sei por que, o Edmílson não jogou da mesma forma que vem atuando, como líbero da zaga, e iniciando as jogadas do time pelo meio, virando o jogo com o seu bom passe.

O técnico não conseguiu que o time tivesse postura de Libertadores. A equipe não marcou a saída de bola e nem conseguiu armar as jogadas. Ele mexeu mal na equipe, a alteração Maurício Ramos / Jumar não era a melhor saída.

Quando colocou um atacante no lugar de Fabinho Capixaba, o lado direito ficou sem marcação. Aliás, o ala devia ter saído no intervalo e ser substituído por Wendel. O Primeiro tempo deixou claro que os alas que deveriam ser a válvula de escape da equipe muito marcada não funcionaram. Ele poderia ter mudado o esquema mesmo com os 3 zagueiros em campo, era só adiantar o Edmílson.

A verdade é que não soube montar o time para jogar a partida de ontem. Falou muito sobre jogo do ano e isso pode ter afetado no emocional da equipe. Mesmo no intervalo não conseguiu mudar o empenho dentro de campo.

Imagens:
Agência Estado / Reprodução / Reuters

7 comentários:

Lucas Renato disse...

Oi, Sá!!

O Colo Colo foi melhor que o Palmeiras, anulou as jogadas pelo chão do Verdão. Mas é claro, cabia ao Alviverde se livrar da marcação, coisa que, como você disse, não teve capacidade pra fazer.

Os chilenos passaram a maior parte do primeiro tempo dentro do nosso campo, praticamente inaceitável.

"...A Taça Libertadores obsessão, tem que jogar com a alma e o coração..."

Lucas Renato disse...

Desculpa, mas eu não resisto!!!!!!!!!!!!!!!!!!



PALMEIRAS, MINHA VIDA É VOCÊ, PALMEIRAS MINHA VIDA É VOCÊ,
PALMEIRAS MINHA VIDA É VOCÊ,


EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!

Felipe Simi disse...

Lamento por você, Sá.
É um jogo pra esquecer.

E concordo: Luxemburgo levantou poeira demais antes da partida - e, com ela, em meio a tantos erros, tenha talvez cometido seu único acerto, quando disse "... Esse jogo vai nos dar a nocão exata do que poderemos fazer nesta Libertadores..."

Pois é.

Thiago Fagnani disse...

ele precisa aprender a jogar a Libertadores...estou decepcionado!

CHEFINHO, FICA DE BOA!!!

Rafael Zito disse...

Ao contrário do Felipe eu não lamento nd. O Palmeiras ainda nao caiu fora e talvez tenha sido o momento certo pra perder. Ainda há tempo pra reagir e a euforia sobre esse time jah estava acima da medida certa.

Não vi o jogo por isso não posso fz comentarios coerentes sobre a atuação em si.

Sabrina quero te dar um parabens especial pela sua análise e pelas explicações das notas. Suas notas me fizeram ter uma visão do q foi o jogo... sem elas seguiria sem ter essa minima noção. FOI OBJETIVA E PRECISA.

bjossssssss

gerson disse...

pra mim o palmeiras já está fora. perder duas seguidas, uma em casa, em um grupo desses é pedir pra morrer.terá que fazer pelo menos dez pontos em 4 jogos. Muito difícil.

Marcelo Braga disse...

Vai ser muito difícil ganhar do Sport na Ilha, pelo embalo que o time pernambucano pegou.
O Palmeiras é muito bom, mas a juventude pode atrapalhar. Edmilson e Marcos precisam unir forças para motivar o grupo...
Vai ser difícil, mas caso consiga classificar, o Palmeiras irá se tornar um dos principais candidatos ao título, já que é superando dificuldades que um grupo ganah força.

Abraços

BlogBlogs.Com.Br