sexta-feira, 20 de março de 2009

OPINIÃO!!!!!!

O quadro "Opinião" desta semana quer levantar a discussão para um tema que foi polêmica durante a semana. No dia 13, o Governo Federal lançou um pacote de medidas que visa modernizar o futebol brasileiro, a fim de combater a violência, a manipulação de resultados e a ação dos cambistas.

O item que tem causado mais discórdia é a criação da "Carteirinha do Torcedor". Sem ela, nenhuma pessoa poderá entrar em estádios de futebol. A ideia é iniciar as modificações nos Campeonatos Brasileiros das Séries A e B de 2010. Mas será que esta é a solução para os problemas do futebol brasileiro? Abaixo a opinião dos nossos membros. Aguardamos a sua para realizarmos um amplo debate.

Por: Felipe Simi
Para começar, a intenção foi boa. Só que a expectativa, mais uma vez, é de que nem todas essas medidas entrem em vigor. A "Carteirinha", por exemplo, deverá tratar o torcedor comum, majoritário, fiel e apaixonado por seu time, com o mesmo respeito que a minoria de marginais baderneiros e "organizados".

Receio que, no final das contas, a verdadeira solução venha dos clubes, e não do governo. Haja vista à Timemania, antes anunciada como a salvação das agremiações endividadas e que, hoje, tem no Flamengo o pior exemplo. O governo, aliás, está agora mais preocupado em adequar o país para a Copa de 2014 do que com o seu bem-estar, torcedor.

Ao mesmo tempo, precisamos entender que o respeito, a educação e a tolerância devem partir de nós mesmos. São exemplos de cidadania que não costumamos ver por aqui.

Por: Leandro Miranda
O cadastramento de torcedores, definitivamente, não é a melhor forma de combater a violência nos estádios. Com certeza absoluta, os primeiros na fila de cadastro serão justamente aqueles a quem se deve combater: os delinquentes que se dizem "organizados" e fazem parte de bandos irracionais que se denominam "torcidas". Isso prejudica mais o torcedor comum, que terá que se sujeitar à burocracia e perder seu tempo se cadastrando para poder ir ao estádio e simplesmente assistir a um jogo de futebol.

Não há necessidade de carteririnhas – basta acabar com a impunidade. "Torcedor" que causar confusão em estádio deve ser proibido terminantemente de voltar a um jogo de futebol: em dia de partida, deve se apresentar a uma delegacia, sob pena de prisão em caso de ausência. O Brasil sediará uma Copa do Mundo em 2014 e as punições para os bandidos que frequentam estádio precisam ser severas, já que o tempo para mudar a mentalidade da população é curto demais. Talvez se a Copa fosse em 2094...

Por: Marcelo Braga
Burocratizar não é a solução. A melhor análise que vi sobre o tema está no blog do Juca Kfouri (19/03), feita por Oliver Seitz, pesquisador do PhD em Indústria do Futebol da Universidade de Liverpool (ING). O artigo chama "Por que a Inglaterra rejeitou a Carteira de Torcedor", e mostra que a prioridade deve ser melhorar as condições dos estádios e os serviços que movimentam uma partida de futebol.

O Projeto do ministro Orlando Silva, embora não esteja empolgando a crítica, tem um ponto positivo: finalmente estão começando a pensar em melhorias para o futebol brasileiro. Talvez seja aí que a realização da Copa de 2014 possa ajudar na evolução do esporte no País.

Por: Rafael Zito
A nova invenção das nossas autoridades é o cadastramento dos torcedores que frequentam os estádios de futebol. O Governo Federal, em conjunto com o Ministério Público, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), estabeleceu esse acordo em busca de melhoria nas condições de conforto e segurança nos campos de futebol.

O ministro dos Esportes, Orlando Silva Júnior, declarou que a intenção é cadastrar todos os torcedores de julho até dezembro. No entanto, pergunto quais seriam as melhorias efetivas que teria um torcedor apresentando seu cartão magnético na porta de um estádio? Será que isso realmente ajudaria a acabar com a violência? Não preciso de muito tempo para pensar e afirmar que isso tudo não passa de uma medida ridícula. A meu ver, isso é apenas uma demonstração de que algo está sendo feito, sendo que, efetivamente nada de produtivo é realizado.

Definitivamente isso não é a solução para o futebol brasileiro. A solução e tão simples e ao mesmo tempo complicada, já que nossas autoridades não demonstram boa vontade para resolver a questão. Para eliminar a violência é preciso disseminar a impunidade. Os vândalos precisam saber que se aprontarem irão ser punidos por isso. A bagunça está generalizada porque os marginais armam confusão e sabem que nada vai acontecer. É necessário que uma nova Legislação mais rigorosa seja criada combater esses arruaceiros.

Por: Sabrina Machado
A iniciativa do Governo é uma boa ideia, mas não será a solução para o combate da violência nos estádios. Afinal, quando veremos (além de carteirinhas) os torcedores sentados cada um no seu assento já comprado e numerado, igual nos espetáculos de teatro?

Pode ser o início de outras medidas, pois os problemas nos estádios são inúmeros. A começar pelas torcidas que se dizem organizadas, que incitam a violência e causam problemas antes, durante e depois das partidas com tumultos e juras de morte à torcida rival.

A instalação de câmeras de segurança é uma medida mais eficaz do que o cadastramento, pois assim eles identificam os bandidos ao invés de barrarem pessoas comuns por causa de um livro, como já presenciei.

Mas o Brasil ainda está muito atrasado para quem vai sediar uma Copa em 2014. Será que eles conseguem tirar um atraso de 20 anos em 5?

15 comentários:

Persio Presotto disse...

Do Governo, seja Estadual, Municipal ou Federal, não podemo esperar nada de bom. Infelizmente! Abraço, rapazeada!
PP

Ricky_cord disse...

Essa solução pela carteirinha vai apenas tornar ainda mais burocráticas as idas ao futebol

Bocha disse...

Muy buen post, felicidades, grax por comentar en ABRAN CANCHA

ABRAN CANCHA
www.abran-cancha.blogspot.com

Vinícius Faustini disse...

Ao que parece, o governo tá achando que os vândalos vão fugir dos estádios só pra não passarem pela burocracia. Se já é tão difícil comprar ingresso em estádio (confusão nas filas, informações erradas, ação de cambista no nariz das autoridades), imagine com a carteirinha. Não só vai dar margem a fraude, como também vai espantar ainda mais o torcedor que gosta de ver futebol.

Escrevi sobre isto na quarta-feira, na crônica "O retrocesso da modernidade". Abaixo segue o link, quem quiser acessar fique à vontade:

http://otempoeoplacar.blogspot.com/2009/03/retrocesso-da-modernidade.html

Obrigado pelo convite e pela presença, Rafael.

Abraços,

Vinícius Faustini

www.otempoeoplacar.blogspot.com

www.diariodeumsalafrario.blogspot.com

www.emocoesrc.blogspot.com

Loucos por F-1 disse...

Acho uma tremenda besteira esta invensão para os torcedores. Será uma tremenda burocracia e nada será resolvido.

O grande problema são os vandalos que ainda frequentam os estadios sem nenhuma punição. Banir as torcidas organizadas é uma grande solução para coibir a violencia.

Rafael, estou add o linke de vcs lá no Loucos por F-1. Valeu pela visita.

Abraços!

Leandro Montianele

Agrupacion Tradicional River Plate disse...

Este es un excelente posteo al que nos invitó Rafael y tiene relación con el proyecto de un PADRON DEL HINCHA que se quiere implantar en Buenos Aires y que nos llevó a organizar una charla para el próximo 31.

Iremos tomando por separado cada una de sus opiniones y hacien clipping en nuestro blog.

También le pedimos si pueden enviarnos el material completo por
mail a agrupaciontradicionalriver@gmail.com

Un abrazo

Daniel Gomes disse...

A iniciativa do Governo, me parece de bom tamanho. Mas essa medida vai ficar mesmo no "valeu a intenção".
Esse negócio das carteirinhas lógico que não vai dar certo no Brasil, não consigo imaginar a cara do povo ao ter que entrar em um estádio de futebol, com uma carteirinha de identificação.
Chega a ser ridículo.

Ps: Ah, Zito. Enquanto a preparação do Sport, essa semana o Pernambola vai colocar uma matéria referente a isso. É só ficar de olho. Abraço.

www.pernambola.blogspot.com

Rodrigo Gutuzo disse...

Ótimo blog! Creio que esse tema ainda tem q ser mais discutido. Mas, fazer a carteira nao é má ideia.Pode por fim em cambistas e outros.

O meu temor é: como os times pequenos vão custear isso?

Ps: posso propor uma parceria? passa lá no blog. abraço; sucesso

Maurício Vargas disse...

Excelente debate, como sempre. Aprecio demais as colunas do Seitz.

O problema está muito mais enraizado do que se imagina: todas essas medidas são apenas para aproveitar o momento e de práticas, efetivamente, têm muito pouco. É como todo o resto: falta fiscalização, sobra impunidade.

Sem contar que os presidentes de clubes só se elegem com o apoio das organizadas, o que dificulta um pouco a mudança de status quo.

Honestamente, já me sinto desacreditado quanto a esse tipo de mudança. Vamos ver o que acontecerá até 2014.

Abs!

http://febremundialista.blogspot.com
http://jornalismoesporteclube.blogspot.com

gerson disse...

Eu, particularmente, não acredito q a ideia vá trazer resultados positivos. é mais uma burocracia que não resolve. talvez se os clubes parassem de dar incentivos a torcidas violentas houvesse mais efeito.

gerson disse...

e o brasil é o reino da burocracia: o cidaão tem título de eleitor, certidão de nascimento, cartão do bolsa-família, do inss, identidade, cpf, carteira do ônibus, de trabalho, o escambau, e agora vai ter carteira de torcedor...

Agrupacion Tradicional River Plate disse...

Actualizamos nuestra página web
www.tradicionalriver.com.ar -que están linkeada con nuestro blog -
publicando la traducción (no creemos que sea muy buena) de este posteo. Los invitamos a visitarla y si pueden a corregirla.
Un abrazo

Thiago Fagnani disse...

Cadastramento de torcedores, como é feito na Argentina, onde apenas os SÓCIOS podem ir aos clássicos : SIM!

EXTINÇÃO DAS TORCIDAS ORGANIZADAS: SIM!

Clássicos com uma torcida apenas, se não houver cadastramento de torcedores: SIM!

FIM DESSAS DISCUSSÕES E PROVIDÊNCIAS DOS GOVERNOS E CLUBES: SUPLICO!!!

Carlos Gustavo disse...

Rapaziada,
que discussão excelente!

Cheguei um pouco tarde, acabei de conhecer o blog de vocês...

e o recadastramento é viável, mas irá funcionar...
terá fiscalização...
terá segurança...

muitos terás para poucos meses para a Copa.

Peraí, teremos Copa aqui!
é verdade!

Abraços a todos,
Carlos Gustavo
carlos-gustavo.blogspot.com

Ariel disse...

Na Argentina, o Governo quer fazer algo similar, mas está claro que essa não é a solução definitiva para o problema. Devem se tomar medidas no aspecto social para que a violencia tenha seu fim, não exclusivamente nos estadios.

BlogBlogs.Com.Br