sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Pai, quero ser jogador de futebol!

Por: Lucas Renato


Ser jogador de futebol requer muito mais do que os olhos de uma criança imaginam...

Pergunte para um menino de 6 ou 7 anos o que ele vai ser quando crescer. Sem dúvida, a resposta mais provável será "vou ser jogador de futebol". Que moleque nunca sonhou, pelo menos um dia, em marcar um gol num estádio lotado e ser ovacionado pela torcida?

Mas o moleque cresce e vê que, na prática, ser jogador não é tão simples quanto sua doce imaginação de criança previra. Pra ser jogador, não basta querer. Tem que querer muito. Tem que abrir mão de muitas coisas na vida, e esse é o motivo de muitos "romarinhos" não se transformarem em jogadores profissionais.


Peguemos o exemplo do Cafu. Jogador que foi um dos mais vitoriosos da história do futebol, ele foi reprovado mais de 5 vezes nas categorias de base do São Paulo. Quer coisa pior pra largar de vez a carreira ser reprovado pela sexta vez no mesmo clube? Mas não. Ele quis e quis muito ser jogador de futebol. Quis tanto que conseguiu. Mas poucos tem tanta vontade quanto Cafu, grande exemplo de perseverança na vida.

Vejamos o Léo Lima, que hoje tenta a sorte no Palmeiras. Começou arrebentado no Vasco (inesquecível aquele cruzamento de letra que ele fez na final do Carioca-03, a bola atravessou a área inteira e acabou resultando em gol, marcado não me lembro por quem, mas uma das coisas mais lindas que eu vi nesse esporte), mas acabou sendo vendido e foi jogar na Coréia. Quando a criança responde sua futura profissão, ela não sabe que poderá ir trabalhar do outro lado do mundo, ficar longe das pessoas que gosta, enfrentar outra cultura etc.

Ao ligar a televisão, você pode ver o Marcinho Guerreiro no meio-campo do Santos. Meu Deus, você pergunta, como ele é profissional e eu não? O Marcinho Guerreiro, podem ter certeza, teve grandes virtudes que o fizeram ser jogador, virtudes mais importantes que o talento de um passe ou a habilidade de um drible.

Cada jogador, seja ele o 10 do Barcelona ou o goleiro de um time da série B-1 do Campeonato Paulista, teve o seu mérito, seu amor pela profissão, e somente isso pode possibilitar alguém seguir na profissão. Se não tiver esse amor, essa vontade, o sonho de se tornar um jogador de futebol ficará apenas na cabeça de um menino de 7 anos.

17 comentários:

Thiago Fagnani disse...

Um texto para refletirmos....
E fechar a MLEHOR SEMANA DA HISTÓRIA DESTE BLOG COM CHAVE DE OURO!!

parebnes lucão..mostrou que tem.......hahahahahha

Sabrina Machado disse...

Luquinhas, vc mandou mto bem....

curti a sutileza na escrita e os exemplos dos jogadores...

parabéns!!!

bjos

Rafael Zito disse...

Emocionante!

Por isso q nao eh soh no futebo q digo:

Sucesso é sinônimo de TRANSPIRAÇÂO!! Inspiração sem transpiração nao leva a nd e a lugar nenhum.

O exemplo do cafu eh perfeito. O do leo lima foi forçado!

abraao lucao

Paulo Santos disse...

Muitas vezes é a pressão familiar que estrangula logo à partida qualquer hipótese de até haver futuro para muitos míudos! Conheço o meio e sei que muitas vezes os próprios pais alimentam o sonho de uma vida fácil tendo o filho como jogador profissional. O problema é que as coisas não são assim tão fáceis! Bom post com um óptimo assunto.


Abraços lusitanos

Fox disse...

Sorry. Look please here

Ju disse...

Em qualquer lugar, bons profissionais são formados pela soma das suas virtudes!!!

Tá certíssimo Dedão!

Um bom fds pra vc!!!!


Bjinho

Clá disse...

Que gracinha esse Luquinhas. Como o Pal disse, fecharam com chave de ouro a semana.

Parabéns!! Tudo isso é fruto dos esforços de todos vocês. Merecem muito mais...

Bjaoo

freamunde allez disse...

Parabens pelo blog!
Sem duvida que é o que se passa um pouco por todo o mundo, o futebol é apaixonante logo quando se nasce!

Victor Hugo Antinossi disse...

Bacana seu post...sem dúvida não é tão fácil assim ser profissional. Além de querer jogar, o jogador vai encarar a pressão e a paixão do torcedor!


O drama de Ronaldo:
http://futegol.blogspot.com

Mogul disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

Ribamar Xavier disse...

gente, coloca meu blog aí como parceiro de vocês. diariamente trago informações sobre a midia esportiva brasileira. grande abraço.
http://esporteemidia.blogse.com.br/

Debora Ferreira disse...

não só os meninos têm esse sonho... eu mesma tinha !
mas Graças a Deus eu pulei fora dessa ! hehehhe

Carlos Eduardo disse...

É dureza!!

Boa, Lucão. Abraço!!

Paula Miguel disse...

Cadê o post da Sabrina?

Fábio Malta disse...

Gostei do blógue. E cheguei a tentar como os garotos mencionados no texto. Não muito, porque quando tinha idade não jogava o suficiente e tinha que estudar.
Por isso sempre compro briga quando alguém critica os salários e o reconhecimento a jogadores de futebol.
Todos os louros a quem chegou lá!

Lívia Lima disse...

E nós meninas brasileiras....com o que nós sonhamos em ser quando pequenas???? rsrsrs
Para os meninos é mais fácil....mas como o Lucas e o Rafa falaram não basta talento...tem que se empenhar como em tudo na vida....

bjs

Felipe Simi disse...

Concordo contigo, parceiro. Como posso esquecer os meus primeiros chutes no corredor de casa? Sempre sonhei em ser profissional. Não consegui. Mas nem por isso parei. Não consigo. Amo demais esse esporte! Demais.

Um abraço e parabéns, parceiro.

BlogBlogs.Com.Br