sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Faraós saem dos túmulos e despacham os elefantes

Por: Rafael Zito

Os elefantes se atreveram a mexer com os faraós. Mal sabiam que estavam brincando com coisa séria, inclusive o blogueiro que vos escreve, que subestimou a capacidade e a força dos faraônicos. Resolveu se arriscar e quebrou a cara!

No Egito Antigo, os faraós construíram pirâmides para servirem como túmulos para seus corpos. A história conta de uma chamada maldição do faraó, onde arqueólogos encontraram textos que diziam: “morreria aquele que perturbasse o sono eterno do faraó”.

Os elefantes chegaram a semifinal esbanjando confiança, 100% de aproveitamento e melhor ataque, e com tudo isso, esqueceram de que precisavam ganhar dos egípcios para avançarem a final. Fizeram um barulho tão grande que perturbaram a seleção do Egito, que despertou do sono profundo e matou o rival, mostrou que futebol se ganha com conjunto, não apenas com talentos individuais.

Dando um baile de bola, o Egito bateu a Costa do Marfim por 4 a 1. Essa vitória foi uma reedição da final da Copa das Nações Africanas de 2006, quando os faraós venceram os elefantes na final, na disputa por pênaltis por 5 a 4 e conquistaram o quinto título do continente. Na final, o Egito vai enfrentar Camarões, que avançou após despachar Gana, os donos da casa, por 1 a 0.

Quem esperava ver show de Drogba, Kalou e Yaya Toure, se deparou com as grandes atuações do goleiro El Hadary, melhor arqueiro do continente, e do meio-campista Aboutrika, conhecido como o Zidane egípcio. Mas vale ressaltar a força da equipe, extremamente organizada e taticamente com uma obediência singular. Um esquema 3-5-2 onde a movimentação é o principal destaque.

Parabéns aos faraós! Os leões que se cuidem porque na primeira fase já provaram da força do Egito, quando foram derrotados por 4 a 2. A seleção camaronesa, com Eto’o e companhia, tem como objetivo mostrar que o rei da selva ainda é o leão, mas todo cuidado é pouco, pois se incomodarem os faraós, serão as próximas vitimas.

Imagem: http://esporte.uol.com.br/album/080207copaafricana_album.jhtm

14 comentários:

Lucas Renato disse...

Mano, o título do texto parece nome de epísódio de desenho animado: E hoje, com vocês: "Faraós saem dos túmulos e despacham os elefantes".


Abraços

Anônimo disse...

Hahahah esse é o Rafael...cheio das metáforas...

Apesar de não estar muito interessado nessa copa da áfrica...não pude não prestar atenção nesse título hahaha...

Boa...é isso ae...que os faraós avancem rumo a sua conquista...

E parabéns ao post...

Silvio Segundo disse...

Ops...não saiu meu nome...

Mas o 'anônimo' acima sou eu...hahahah

O santista silvio...

Felipe Simi disse...

Rafón, o sr. é um fanfarrão!
Confesso que tenho acompanhado a Copa de longe, mas já conhecia a disciplina tática dos egípcios. Eles não golearam a Costa do Marfim à toa, não.

Mais uma prova de que, hoje em dia, nenhuma seleção vislumbra um título sem organização. Não é, Dunga?

Thiago Fagnani disse...

Na verdade, quem está saindo das tumbas é este novo Rafael. Com textos mais alegres e despojados!

Muito bem Rafa, seu trabalho era bom, agora está ficando melhor!

MAS QUE A COSTA DO MARFIM PERDEU POR CAUSA DA LINGUA "SECA PIMENTEIRA DO RAFAEL", AH PERDEU SIM!

HAHAHAHAHAH

Debora Ferreira disse...

ah nããão ! Gana perdeu =// Só porque eu tava torcendo ! hehehehe
gostei mesmo desse blog !
ADORO jornalismo esportivo (:
vou pôr um link lá no meu, ok ?!

valeu pela visita !

Sabrina Machado disse...

Belo texto Sr. Rafael...

eu particularmente tb apostava na seleção do Drogba...

mas naõ foi o suficiente....


gostei mto das colocações sobre a partida e da explicação sobre os faraós, parabéns...

além de informativo texto atrativo...

vou falar o q disse ao fanfa há um tempo...

me arrisco a dizer q foi seu melhor texto até agora...

Jornalismo Esportivo...é nóis...

grandes jornalistas q escrevem aqui...

Persio disse...

Muito legal o Blog de vocês. Parabéns! PP

Carlos Eduardo disse...

Gostei, Rafão. Você não se perdeu na relação, distribuindo o tempo certo de unir história, curiosidade e informação. Parabéns!!

Abraço!!

Daniel Leite disse...

Rafael, teu blog é muito bom!
Eu confesso que não entendi a vitória esmagadora do Egito sobre os marfinenses. Como pode um time com uma defesa (Kolo Touré, Eboué) e um ataque (Kalou's e Drogba) fortes perder para um time, digamos, comum. Uma tradicional seleção da África Branca, com jogadores, em geral, bastante limitados...

Quem ganha agora, hein? Egito ou Camarões? Acho que dá Eto'o e Cia. Agora, sem conviccção...

Grande abraço!

Victor Hugo Antinossi disse...

Um time desse me lembra a Grécia da Eurocopa 2004. Sem talento individual nenhum e atropelando todos adversários pela frente.

Não sei como o Egito vence esses campeonatos africanos...e sequer participou das últimas 5 copas, que eu me lembre...se é que já disputou um dia.

Linkei o blog no meu. Sintam-se a vontade para fazer o mesmo. Abs.

http://futegol.blogspot.com

Breiller disse...

Essa Copa da África é um barato. Além de ver muito jogador bom que a gente não tem costume de assistir jogar, como o Aboutrika, rola todo um espetáculo à parte nas arquibancadas.

A torcida africana consegue fazer mais farra que a sul-americana. E acaba retratando muito do folclore e da cultura de seu povo.

Legal o projeto do blog de vocês. Acho que vai servir muito bem como projeto de conclusão de curso, e é um meio bem acessível. Ótimo suporte para conteúdo e projetos jornalísticos.

Um abraço e sucesso,

Breiller
www.rolablog.zip.net

Debora Ferreira disse...

pode deixar que eu te aviso !
=)

Dias Esporte disse...

Olá Rafael.Retribuindo a visita...
Hoje no mundo do futebol, ter um time cheio de talentos individuais, nâo é tudo.tem que ter conjunto, por exemplo, o São Paulo que manteve a base e repos as peças, necessarias, e tem hoje o melhor elenco do brasil. Seu blog esta otimo, se quiser fazer uma troca de links deixe um comentario no meu blog.
flw!

BlogBlogs.Com.Br