domingo, 16 de dezembro de 2007

Milan conquista Mundial de Clubes

Por: Rafael Zito


O Milan bateu o Boca Juniors neste domingo por 4 a 2 e conquistou o tetracampeonato mundial. A temporada de 2007 ficará marcada como o ano da dupla vingança. Primeiro, os Rossoneros venceram a Liga dos Campeões da Europa, ganhando do Liverpool na final, devolvendo a derrota na finalíssima de 2005, quando o clube inglês bateu o italiano na decisão por pênaltis. Em 2007, na final, com gols de Inzaghi, o Milan superou os Reds por 2 a 1 e levou a taça européia pela sétima vez.

Ao derrotar o time argentino nesta manhã, o Milan vingou-se da derrota da final do Mundial de 2003, quando o Boca conquistou o título nos pênaltis. A partida foi bastante disputada na primeira etapa, com os Xeineses atuando um pouco melhor, porém, as equipes foram para o intervalo com a igualdade de 1 a 1. Na segunda etapa, o Milan conseguiu marcar seu segundo tento logo no início e passou a controlar as ações. Daí pra frente, o que se viu foi um show de Kaká e Seedorf, os homens do jogo. Porém, vale uma citação ao atacante Filippo Inzaghi, o jogador dos momentos decisivos, o artilheiro das decisões.

O atacante, com os dois gols na final, se consagrou o único jogador europeu a marcar gols em todas as competições internacionais. O jogador, de 34 anos, já havia dado o título europeu para o Milan, deixando sua marca por duas vezes, e agora, novamente foi decisivo com mais dois tentos. Pode-se até questionar a sua qualidade, no entanto, decisão com Inzaghi no ataque é prenúncio de gols.

Imagens:
es.fifa.com/clubworldcup/matches/round=249933/match=61295/photolist.html#662308
es.fifa.com/clubworldcup/matches/round=249933/match=61295/photolist.html#662292

5 comentários:

Sego disse...

Denovo venho elogiar seu texto que foi novamente um texto bem elaborado.

Não posso nem dizer que foi um texto jornalistíco, pq hj, nem mesmo os grandes jornalistas conseguem tirar a parte de torcedor e fazer seu trabalho com profissionalismo. Uma grande parte da mídia esportiva é pior do que muitos fanáticos torcedores.

Mas enfim, por falar nesse jogo, que por sinal não assisti, o resultado só confirma o que eu achava, que o time do Boca é um com o Riquelme e outro sem Riquelme.

O Milan teve sorte porque disputou o título não com o grande campeão na Libertadores 2007, mas sim com o quarto time do Campeonato Argentino.

Falow!!!

Felipe Simi disse...

Com ou sem Riquelme, poucas vezes vi o Boca tão inferior quanto hoje. O Milan mereceu.

E o Kaká, hein? O que falar de um jogador desses? Nada. Só aplausos.

Um abraço, Rafael!

Lucas Renato disse...

Parafraseando o Felipe, não lembro de ter visto o Kaká jogar tanto em uma partida.

Thiago Fagnani disse...

Um título masi do que merecido...nunca penaei na minha vida ver um Boca tão apático

Clá disse...

nem li o post, mas estou na torcida por vocês!!!!!

bjaooo p todos os bens

BlogBlogs.Com.Br